segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Final das férias

Pois é... chegou ao fim aquele que é, por excelência, considerado o mês de férias dos "tugas".

A verdade é que, mesmo que não se tirem férias em Agosto.(porque se odeia ir em carneirada para qualquer lado, e porque queremos é sossego e não ir encontrar a confusão em que vivemos todo o ano).. somos forçados a viver como se estivéssemos de férias, porque tudo pára - os médicos dos centros de saúde e hospitais vão de férias, a maioria das empresas fecha ou trabalha com serviços mínimos,.... só para citar alguns exemplos (só a EMEL não descansa nas férias)!

Mas amanhã já começa a vida "a sério", a "doer".
Para os que trabalham longe de casa (como eu) recomeçam as horas nas filas de trânsito, os horários caóticos para levar as crianças à escola (ainda não é o nosso caso), o bulício da vida na cidade (ou perto) e o caos de trânsito, fumo e barulho.

E para mim recomeça a realidade, acrescida da responsabilidade de agora sermos dois.
Remodelar a casa para cada um ter o seu espaço (e não ser eu a ter quase todo e ele um "cantinho"), preparar a nova época desportiva, preparar o regresso ao trabalho, as traduções que andaram descuradas... tanta coisa!!!

Acabaram as férias, o descanso, o relax, o "dolce fare niente"....
E já estou com saudades de novas férias - logo eu, que ando há tanto tempo "de férias"!
Mas tenho de admitir que tenho mais saudades do bulício e da agitação da vida laboral... gosto de férias, mas já tive férias de seguida que chegassem para uma vida inteira (para mim o ideal são 15 dias, 3 semanas no máximo, para desligar e aproveitar)!

Bom regresso ao trabalho para todas(os)!!!

Parabéns Ursinho

Para o meu amor, o meu ursinho, que hoje faz anos, aqui fica um lindo bolo de aniversário, junto com mil beijos de parabéns e a certeza que será um excelente dia de aniversário e que vamos passar muitos e muitos mais aniversários juntinhos.MUITOS PARABÉNS AMOR!!!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Português comercial

Ontem o S. enviou um mail a várias transportadoras, para pedirmos um orçamento.
O teor era este (considerando que o português escrito dele ainda está em fase de aprendizagem, pois ele nasceu e viveu toda a vida no estrangeiro e nunca tinha estudado em português, nem está mal):

Bom dia

No seguimento do contacto efectuado pela minha mulher Nuvem no dia 23 de Abril venho, por este meio, solicitar a vossa melhor cotação para o transporte de 9 caixas de mudanças com as medidas - largura 57cm, altura 41cm, profundidade 35cm.
Cada caixa tem aproximadamente 10 kg de peso, num total aproximado de 90kg.
O envio é para ser feito para a Dinamarca, na opção mais barata, mesmo que demore muito mais tempo.
O código postal do destino é 7321 GADBJERG.
Eu iria pessoalmente levar as caixas ao vosso armazém.

Aguardo com alguma urgência a vossa proposta de orçamento.
Os melhores cumprimentos
S.

Adorei a resposta que recebemos de uma delas, reveladora do cuidado com que se dá uma resposta de carácter comercial a um potencial cliente (não sabia se havia de rir ou chorar):

Bom dia
olhe para poder dar o orçamento perciso saber que dia quer enviar as caixas
se estas ja estiveram prontas para irem po camiao pf indique so assim poderei ter preço exacto
con tudoo o preço varia um pouco entre os 300€ e os 500€ .
ai ter de saber td ao certo

grato
F. F.
999999999

Juro que, para além de mudar o nome dele e o telefone, o resto está exactamente como foi escrito, incluindo os erros gramaticais e as frases a iniciar com minúsculas, as abreviaturas e a total ausência de pontuação e acentos (ok, ok, coloquei a bold algumas das mais flagrantes, mas o teor geral é de... bradar aos céus).

Como podemos evoluir com comerciais assim?
Ou será que ele já usa o novo acordo "hortugárfico"?

terça-feira, 25 de agosto de 2009

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Não havia necessidade...

Pois é, como ainda me falta fazer o best-off da minha cidade portuguesa preferida (o Porto), há uns dias quando andei a passear por Gaia e pela Ribeira aproveitei para tirar algumas fotos (que mais tarde publicarei).
Mas houve duas que mereceram especial destaque especialmente porque, nas imortais palavras do diácono Remédios... "não havia necessidade ezzzz"!
A primeira:Mas há alguma razão para numa zona de património mundial estar um gigantesco anúncio à Seat?
Anteriormente já tinha estado um monstruoso ao IKEA... e agora este.
O que quererá dizer, para a câmara do porto, património mundial?
Parece que quer dizer.... edifícios que podem ser tapados com gigantescos anúncios a marcas, que rendem uns milhares para os cofres da câmara.
É património mundial?!
Azarito... o dinheiro fala mais alto.
Já para não falar no nome que deram àquele barco Rabelo!!! Para quem não consegue ver bem a foto, carreguem AQUI para verem bem como "baptizaram" o barquinho...

E que dizer da segunda foto?Agora, no Porto, já se vendem edifícios históricos através de contacto telemóvel na fachada!
Que bela imagem para quem atravessa a histórica ponte D. Luís I e entra no Porto, logo com este anúncio de frente.

Enfim... pelos vistos "havia necessidade"...!

domingo, 23 de agosto de 2009

Campanha política

Toda a vida morei em Oeiras, até ter decidido comprar a minha casinha, o que me obrigou a sair do Concelho por questões de "tempo" (€€), com grande pena minha, pois adoro a zona onde sempre vivi.
Mas como fiquei muito perto, e a minha mãe continua a viver na mesma casa de há mais de 35 anos, vou acompanhando a Campanha política para as legislativas, através dos diversos outdoors espalhados por tudo o que é sitio (não é giro como os outdoors políticos aparecem por todo o lado, independentemente da legislação que não autoriza estes paineis junto a estradas?).
E, em consequência, não posso deixar de admirar/estranhar os estrategas da Campanha do Isaltino Morais.
Não tenho nada contra o homem... aliás, quem me conhece sabe que sou completamente alheada da política, políticos e tudo a que a isso se relaciona... mas é impossível não rir com os cartazes da campanha do referido senhor, especialmente devido ás circunstâncias que rodeiam a sua vida política e processos criminais.
Primeiro começou com esteque todos nós sabemos que significa que vota no sobrino da Suiça, na mulher, nos filhos, irmãos, etc...
E agora surgem estesNão é uma campanha demasiado "intelectual"?

sábado, 22 de agosto de 2009

O amor é lindo

Estas são as nossas alianças.
Não, ainda não casámos (até porque, pessoalmente, não acredito em casamentos), mas estamos bem um com o outro, na nossa vidinha em comum, e as nossas alianças são lindas e reflectem o que sentimos um pelo outro.
ADORO-AS!!!

O que dizem?
Aquilo que sinto pelo meu amor (e é por ele retribuído):

  • Friends 4ever (porque seremos sempre os melhores amigos um do outro)
  • Soul mates (porque somos mesmo duas almas gémeas que se encontraram neste mundo imenso)
  • Together Forever (porque acreditamos que iremos ficar juntos para sempre)
  • Love always (porque nos amamos sempre, mesmo através dos momentos menos bons, das situações mais complicadas e dos momentos em que nos odiamos)
  • you+me eternety (porque um amor assim vive eternamente)
Não é lindo o amor?

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

The ugly truth

Ontem fomos ver este filme e adorei!
É uma comédia ligeira (afinal, é Verão e não queremos coisas complicadas), mas com muitas verdades acerca das relações homens mulheres (a verdade é feia e dói).
Apesar de a tradução portuguesa do título ser péssima ("ABC da sedução" - mas porque não usaram, por exemplo, a versão brasileira "A verdade nua e crua"?) é um filme divertido, com momentos de puro humor em que é impossível não rir, (e o cinema vinha abaixo com as gargalhadas incontroláveis) e com uma boa interpretação de todos os actores envolvidos.
É verdade que é um pouco previsível, como qualquer comédia de Verão, mas mesmo assim continua a ser um bom motivo para gastar os 5.70€ (sem pipocas) do bilhete e ver junto do nosso mais-que-tudo.
A imagem que escolhi para ilustrar o filme demonstra bem a realidade de algumas relações homem/mulher (nem que seja numa fase inicial) e é uma boa apresentação do filme.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Nunca mais me apanham...

Aqui é um local onde nunca mais me apanham a fazer exames médicos!!!
Ainda por cima é privado, fazem pagar bem pelos exames e tem de ser marcados com imensa antecedência!
Para terem uma ideia, no total de uma mamografia, ecografia mamária e vaginal... estive lá mais de 3.5 horas!!!

Normal?!
Já me tinham avisado que ia ter de esperar muito, mas como tinha feito marcação com quase 2 meses de antecedência e estava habituada ao tratamento e eficiência e rapidez do serviço de que sempre usufruí aqui... ia tranquila.
Engano meu!!!
Mas a culpa também foi minha.

Eu explico...
Dia marcado, hora combinada, lá está a Nuvem, com quase 2 litros de água no bucho (que recomendaram que bebesse), sentadinha à espera que a chamem.
Espera...
Espera....
Espera...
Ao fim de quase 45 minutos (depois da hora marcada) lá se ouve chamar "Nuvem". E vou eu toda contente.
À pergunta da praxe "Acha que pode estar grávida", dei a resposta da praxe "Gostava de lhe poder dizer que sim, mas não, não estou grávida".
E ia toda contente... quando começa o "pânico"....
- Mas não sabe se está grávida?
- Eu sei que não estou grávida, não estou há quase 20 anos... e não foi por falta de tentativas.
- Mas já teve o período?
- Ainda não chegou, mas deve estar a chegar amanhã ou depois.
- Ahhh, nesse caso é melhor fazer primeiro a ecografia vaginal...
- Ok.

Inocência!!!
Mais espera...
Ao fim de quase 1h lá me chamam para a ecografia... e aí é que a minha pouca vontade de estar ali ou alguma vez voltar... se confirmou com todos os seus receios.
- Primeiro tem de ir à casa de banho e esvaziar a bexiga, pois a ecografia é feita de bexiga vazia.
Quase que subi à parede, batia em alguém... nem imaginam!!!
- Só pode estar a brincar comigo!!! Mandaram vir de bexiga cheia, com pelo menos 2l de água, estou aqui há mais de 1.5h à espera e agora diz que não era preciso?!
- Peço imensa desculpa, mas realmente deve ter sido algum lapso e não era preciso... esvazie a bexiga que já a chamo.
Lá fui eu, a resmungar e já a deitar fumo pelas orelhas.... esvaziar a minha pobre bexiga que estava realmente a reclamar por isso há muito tempo.
Passado um pouco lá ouço chamar o meu nome, de novo.
- Por favor entre aqui e dispa-se completamente, diz a enfermeira que me chamara.
Como inocente que sou, despi-me realmente "completamente", pois achei que iria fazer primeiro a ecografia e depois a mamografia marcada... erro!
- Mas quem é que disse que era para se despir toda? É só da cintura para baixo, por isso é que lhe demos só uma saia! Dizem-me, com uns modos "agradáveis".
Como ainda estava a tentar recuperar um pouco de bom humor, ainda respondi...
- Por isso estava a estranhar o "fato"... achei que era um vestido cai-cai de verão com mini-saia!
Mas o sentido de humor por aqueles lados é coisa que não abunda e um encolher de ombros e um olhar sério... remeteram-me "ao meu lugar" de mera cliente/doente.
Mais um pouco de espera e lá me chamam para a sala...
- É a sra que não sabe se está grávida, certo? Diz-me uma médica com um ar arrogante... nem imaginam!
- Como já disse à sua colega, eu sei que não estou grávida e já podia ter feito a mamografia! respondo eu, com a máxima naturalidade.
A resposta da médica?
- Colega não, que ela é uma técnica e a médica aqui sou eu! E eu é que decido se faz ou não e quando faz, e não vai fazer hoje!
Bem... só por estar desnudada é que não me levantei e saí (e porque já tinha pago, que ali pagam-se os exames antes de se fazerem)!
Depois olha para mim, que tinha tirado as sandálias para me deitar na marquesa e diz:
- Mas quem lhe disse para se descalçar? Pode calçar-se por favor!
Ainda pensei que estava a cheirar mal dos pés, ou que não gostava da cor do verniz (ou ausência dele)... mas parece que é mesmo para estarmos calçadas em cima da marquesa do exame.... deve ser hábito desta clínica, pois na outra até pantufinhas nos dão para fazer o exame...
Depois de mais algumas trocas de palavras, em que a médica me informou que só faria a mamografia em Setembro porque iria de férias, mas que não me devia importar com isso... o meu humor ficou visível para todos, especialmente para a médica e enfermeira.
Em função disso ela lá me propõe regressar hoje, para fazer a mamografia, pois ela afinal conseguia-me "inserir" no horário antes de ir de férias, para eu não ficar tão desiludida e não ir fazer à outra clínica (que adoro e onde são rápidos, eficientes e muito simpáticos/cordiais)...
E quando ia a sair... furiosa da vida, até porque tinha o S. à espera e ainda íamos de férias, ainda me diz:
- Sei que está contrariada, mas é melhor assim do que ter um aborto.
Atendendo a que ela me tinha dito, durante o exame, que se via que o período estava a aparecer... a que apesar disso não me deixava fazer logo os exames como estava previsto... e que era arrogante, altiva, mal-educada... impossível de aturar... só consegui dizer:
- Era bom que tivesse um aborto, era sinal que finalmente tinha engravidado!
Saí... mas a odisseia estava longe de acabar.
Com a fúria, ao vestir a camisa para finalmente ir embora, ela descoseu-se e rasgou-se... e foi para o lixo (uma das minhas preferidas)... e ainda tive de ir marcar a consulta de hoje.

Acham que hoje, em que ia só fazer a mamografia, as coisas correram melhor?
Se acham que sim, são mais optimistas que eu!

Antes da hora marcada (9h30) lá estava eu, com a boleia do incansável S., que nuca me deixa ir sozinha e me acompanha e apoia em tudo!
Fui chamada para a mamografia às 10h20... e depois para a ecografia mamária às 10h40.
Fiquei deitada na sala à espera da "sra Dra" mais 15 minutos, e ela entra a correr, a pedir desculpa porque esteve reunida com colegas a "debater um caso" (como se eu não a tivesse visto a passear de uma sala para outra e a combinar o lanche da manhã) e para eu lhe recordar quem era e porque regressava.

Resumindo:
Mais de 3.5 h para fazer exames que demoram, no total, 15 minutos a fazer (sem contar com as 2 deslocações), as dores que ainda sinto no peito e uma médica detestável, arrogante e antipática fizeram que qualquer vontade de aqui regressar fosse... inexistente!

Ainda pensei que fosse só azar meu, mas pelo que me contaram (quem já lá fez estes exames), parece que a demora é sempre a mesma e que a "simpatia", "amabilidade" e "educação" da médica tem vindo a piorar com os anos!
Já lá tinha ido há 2 anos, e não tinha gostado (por isso mudei para a outra), mas depois deste ano, acho que nunca mais me vou esquecer de não voltar lá!

Ainda por cima ainda me dói o peito (podia dizer mamas, porque de "maminhas", como elas insistem em dizer, não tem absolutamente nada... mas mamas é tão grosseiro que prefiro peito, ou seios, como se usa na literatura erótica)... o que faz com que o humor não seja dos melhores!

domingo, 16 de agosto de 2009

Imagens de férias

Logo eu, que ando sempre com a máquina fotográfica (da mamã) a tiracolo... na sexta esqueci-me de a levar para o passeio do fim de tarde.

Resultado... estavam dois aviões a carregar água para apagar um dos inúmeros incêndios de verão aqui pela zona (e acreditam que ainda se continuam a lançar foguetes, no meio da serra e da vegetação ressequida pelo intenso calor que se faz sentir?)... e eu só com o telemóvel para fotografar.

Conclusão... fiquei eu, mamã e S. feitos "parvos," (junto com várias outras pessoas que estavam em iguais preparos) de pés "na água" a fotografar a habilidade daqueles pilotos que desciam quase a pique para abastecer e regressavam logo a seguir (o fogo estava muito perto).
E a recriminar-me por não ter levado a máquina...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Férias

Pois é... chegou a minha vez de me desligar um pouco do blog (mais ainda) e dedicar mais tempo a descansar e ao meu amor e à nossa nova vida em conjunto.

Está quase a começar uma nova época de trabalho, uma nova etapa nas nossas vidas e, realmente, devia dedicar-lhe um pouco mais de tempo (e a nós), aproveitar estes dias para passear, conhecer, namorar.

Vou tentar passar pontualmente a relatar o que andamos a fazer mas... até ao final do mês vou estar ocupada a namorar, preparar a festa de anos dele (que ele diz que não quer, mas temos pena... escolheu-me a mim... e eu quero celebrar o primeiro aniversário que ele passa comigo)... e descansar com a família, conhecer novos sítios, preparar novos cozinhados (depois relato as várias experiências) e a definir também o meu futuro.

Por isso, e enquanto fechamos para férias/balanço, só me resta desejar-vos umas BOAS FÉRIAS!!!

Porque já não me consigo calar?

Por vezes gostava de ser muda, ou de ter uma moderação de comentários a agir antes de abrir a boca, para não magoar as pessoas que amo.

Tantas vezes que ouvi (e senti) que antigamente eu não era assim...
E a verdade é que sempre preferia ser eu a sofrer e não dizer o que realmente pensava e sentia, desde que os outros não fossem magoados ou sofressem com as minhas palavras.

Mas com o passar dos anos, parece que passei para o extremo oposto...
Não consigo calar o que penso ou o que sinto.

De uma pessoa dócil e cordata (que modéstia) passei para uma pessoa com mau-feitio e refilona, que está sempre a dizer o que pensa, sem se preocupar com o que os outros possam sentir...
Ok... eu preocupo-me com os sentimentos deles (especialmente família e amor), mas parece que tenho uma outra pessoa a viver dentro de mim que sai para fora nos piores momentos (palavras do S.)...
E, honestamente, custa-me ser assim, pois nunca o fui (pelo menos na maior parte da minha vida)...

A minha mãe diz que sou assim desde os meus 2 últimos empregos, que foram altamente stressantes, com muito trabalho e pouco reconhecimento e contrapartidas e que me desgastaram emocional e fisicamente a níveis nunca vistos.
Eu acho que é da idade, associada ao cansaço de me preocupar sempre com os sentimentos dos outros e não com os meus... aliado a uma dose de cansaço que me impede de me auto-moderar.

Mas... é mais forte que eu... o humor negro, o estar sempre a picar (na brincadeira) e dizer logo o que sinto quando me magoam (ou quando me sinto magoada) e sendo má com essa(s) pessoa(s) parecem estar a fazer parte da minha personalidade - e não sei se gosto de ser assim, pelo menos não com os que me são próximos.
Como disse há uns tempos a alguém ... eu só sou assim com as pessoas de quem gosto...
Mas eles também podem pensar o que eu pensei quando me disseram isso de um familiar meu que é ainda pior que eu... - podias gostar um pouco menos de mim, não?

Será que a solução é a mudez total?
O S. acha que não é a solução, pois quando não falo escrevo e ele diz que os meus dedos são muito mais "duros" nas palavras que quando as digo...
Será que se consegue criar um sistema interno de moderação de comentários? (mas antes de pensar já as palavras me saíram pela boca...)

Aiaiai...
Será mesmo a PDI a atacar e eliminar as barreiras de uma pessoa que toda a vida se preocupou em não magoar os outros e agora... não pensa antes de falar o que sente?

Eu prometo sempre mudar... mas não está a resultar muito e depois ainda fico pior, pois na realidade não digo as coisas para magoar ninguém, ou para ofender!!!
Apenas tenho (com o avançar da idade) desenvolvido um sentido de humor inoportuno e muito negro, bem como um apurado sentido de crítica (dos outros claro, que eu tenho sempre razão e sou perfeita...) que se destaca, muitas vezes, pela negativa.

Será que aos 40 passa?

Espero que sim, mas de qualquer forma aqui deixo à minha família (directa e ao meu amor) as minhas sinceras desculpas por este feitio/sentido de humor/sensibilidade que é mais forte que eu... mas é só porque os amo (a sério)!

E vou treinar para ser novamente muda...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Surpresa

Já sei que vão dizer que é por ser recente, que é porque ainda é um amor "muito novo"...
Que com o tempo isto passa...
etc, etc...

Mas a verdade é que não me importo se vier a passar, porque o que interessa é que AGORA (no presente) ele é assim, um amor, atencioso, paciente (e que paciente que ele é com o meu mau-feitio e humor tenebroso)... quanto ao futuro, logo se verá!

O que se passou foi que hoje, depois de acabar o trabalho que estava a fazer, fui surpreendida com ele a acabar de lavar a casa-de-banho, que estava "nojenta". (já estava mesmo a precisar).. e que é uma das coisas que menos gosto de fazer.

E não é que ele, amorosamente, se meteu lá dentro e a lavou, limpou, desinfectou, etc... melhor do que algum dia eu a lavei?!
Melhor ainda, apesar de ser surpresa, esta não foi a primeira vez que me surpreendeu assim... e não me parece que seja a última!

Vejam como ficou a brilhar (espero que não tenha ficado mal habituada - a casa de banho)...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Dá-me música

Este fim-de-semana, enquanto estava nas lides domésticas (toneladas de roupa para passar) dei por mim a assistir a este programa na RTP1 (e assumo que raramente vejo este canal... ou qualquer nacional) com a apresentadora do povo... a Catarininha Furtado.
Devo, no entanto, referir que não tenho nada contra a rapariga (quando muito alguma dor de cotovelo por ela ser gira à brava, pelo que comentam os homens, e magra... e cheia de dinheiro que aqui escasseia um pouco...), mas desde que a ouvi dar calinadas atrás de calinadas nos diversos programas que apresenta (desde a sua juventude) devo assumir que não simpatizo muito com ela enquanto apresentadora... e depois, já repararam como tem tantos tiques de vedeta? Já me cansa um pouco....
Mas voltando ao essencial... até gostei do programa... pelo menos faz rir e cantar e recordar músicas e intérpretes.
Acho que a ideia de juntar famosos num programa em que vão cantar, e demonstrar a sua cultura musical, liderados por um músico conhecido, foi excelente.
Permite ao comum dos mortais rever-se nas figuras que alguns deles fazem (e no tom com que cantam - ainda bem que no estúdio não há muitos espelhos ou vidros) e refrescar a sua cultura musical, não só com as músicas mas também com as letras das mesmas (quantas vezes só percebemos que andámos anos a cantar aquela música com uma letra completamente errada...).
Não gostei das figuras tristes que a Rita Blanco continua a fazer (minha querida, já cansa de tanta estupidez junta e de não se calar nem perceber nada)...
Não gostei de mostrarem tanto os cantores e a cara deles e esquecerem os bailarinos (é que gostamos de ouvir os cantores, mas de ver os bailarinos... pois tem mais piada ver os seus movimentos que a boca dos meninos a abrir e fechar enquanto cantam)...
Nem gostei muito do ar "cansado" e agastado do Rui Reininho.
Mas devo admitir que no geral, fiquei com boa imagem do programa e acho que os famosos que nele participaram foram fabulosos.
A rever futuramente a ver se a boa imagem (no geral) será para manter...
Imagem: Internet

domingo, 9 de agosto de 2009

Morreu Raúl Solnado

Ontem o teatro e a cultura portuguesa ficaram mais pobres...
Morreu ontem um grande actor, que vai a enterrar hoje.
Goste-se ou não do homem enquanto pessoa/actor, temos de reconhecer que foi um vulto do teatro português e da comédia, tendo sido um dos primeiros a dinamizar a stand-up comedy no nosso país.
Não foi só o homem que morreu...
Morreu o homem que me fazia rir perdidamente, há tantos e tantos anos com o seu humor particular e, em especial, com a "história da sua vida" ou com a sua "ida à guerra de 1908".
Morreu um homem bom, solidário, criador do Teatro Villaret e fundador, actual director e grande dinamizador da Casa do Artista, algo tão importante para tantos e tantos artistas que acabam os seus dias na miséria e sem ter quem os acorra.
Acima de tudo, morreu o homem que sempre nos dizia... "E façam o favor de ser felizes"
Vai deixar saudades...
Como tal, em homenagem e por respeito a ele...
FAÇAM O FAVOR DE SER FELIZES!
Imagem: Internet

Mensagem de amor

O tempo tem sido pouco para as mudanças que a nova vida acarretam, estar com a família, namorar... e passar aqui no blog.
Mas nao podia deixar de colocar a declaração de amor "mai" linda que recebi ontem do S. (e sim ... eu sei que é para aproveitar os primeiro tempos, enquanto dura, etc, etc.... mas não resisto).

Falávamos de maquilhagem, pois tinha acabado de fazer uma "razia" nas dezenas (para não dizer centenas) de produtos de maquilhagem que tinha acumulados nos armários ... há anos.... (sim, que não sou muito dada a coisas de maquilhagem, mas de vez em quando tenho "crises" de feminilidade e compro dezenas de produtos, sempre convencida que "é agora que vou começar a ser mais feminina"... e acabam acumulados no fundo de armários e carteiras) e ele sai-se com esta:

Há mulheres que não precisam de maquilhagem, pois já são lindas por natureza, e tu és uma delas! Há outras que precisam, ou para ficar melhor, ou para tentarem. De qualquer forma amo-te como és, tanto de vestido como de calções e camisolão, com e sem maquilhagem, porque te amo de todas as cores, formas e feitios!

Não é lindo o amor?

Nota: não tenho nada contra a maquilhagem, nem contra quem se maquilha
(especialmente se o sabe fazer)...
Só que eu não tenho jeitinho nenhum para isso ou, mais concretamente,
paciência para o tempo que leva fazer uma maquilhagem cuidada e que pareça natural.

Antes pelo contrário, admiro as mulheres que conseguem,
diariamente, ser bem sucedidas em estarem sempre lindamente maquilhadas.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Imagens de fim de semana

Algumas imagens do fim-de-semana, muito bem passado com algumas das pessoas que mais amo no mundo (e onde a dieta foi às urtigas)...
E... para completar em beleza o fim de semana...
o por-do-sol na praia (à procura de um gelado que já não existe...)A máquina da mamã... com a sua simplicidade e os seus 7 MP... ainda consegue tirar fotos incríveis (vejam a que tirou no sábado à noite na praia onde esperávamos para ver a procissão dos barcos... linda)!
Related Posts with Thumbnails