sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Para 2012

Como somos criativos, aqui vos deixo uma fantástica mensagem para 2012, baseada no famoso anúncio de fim de ano da coca-cola :)
E sejam muito felizes!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL

É verdade que já há muito tempo que não passo aqui.
A vontade continua a existir, as coisas para partilhar, desabafar, limpar a alma também, o tempo é que infelizmente não estica...
A princesa cresce, precisa de carinho e atenção da mamã que só vê de manhã ou ao deitar e o cansaço acumulado não ajudam a motivar a escrita!
Mas não podia deixar passar a oportunidade de desejar a todos (os que ainda aqui passam) um FELIZ NATAL!
Que seja um tempo de união, de estar com a família e/ou amigos, de muito amor e paz!
De regresso aos valores tradicionais, aos presentes artesanais, ao convívio.
E que 2012 seja o ano em que consigamos realizar os nossos sonhos e desejos!
BOAS FESTAS!!!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Anúncios de Natal

Sei que há muito tempo não passo aqui, mesmo se todos os dias tenho vontade de escrever, de partilhar o quão maravilhoso é viver com a minha filha e ter a família que tenho... mas o dia só tem 24h e não dá para tudo.
Mas não podia deixar de partilhar este fabuloso anúncio de Natal, que retirei descaradamente daqui.


Verdadeiramente LINDO!!!!!

sábado, 15 de outubro de 2011

A inovação ao serviço do povo

Muito bom!!!
Eu sou adepta destas novas tecnologias e só lamento não ter mais tempo para usufruir delas em pleno!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

18 meses

Já que no dia dos 17 meses estava fora e não escrevi nada, ia hoje escrever um lindo post sobre os 18 meses da minha princesa.
Mas vai ter de ficar para mais tarde, porque como costuma acontecer nas datas festivas, a princesa está doentita há uma semana (maldita água gelada da natação) e hoje está com tanta tosse que vamos ao hospital ver se temos de recomeçar a medicação do inverno passado.
São 18 meses especiais, únicos... nada substitui o mamã de manhã, o beijinho e o xi, o "om dia" com um sorriso... o correr para mim ao fim do dia... as palminhas de alegria quando me vê chegar a casa da avó para a ir buscar.
Cresceu tanto, está linda, esperta como um rato, a falar cada vez mais, matreira.... e por isso mesmo me custa ainda mais ver como está murchinha, como esta maldita tosse a deita abaixo.
Esperemos que não seja nada e no hospital consigam detectar o que causa isto e fazer com que melhore e consiga descansar.
Porque a minha princesa sem pilhas carregadas... nem parece ela.
Depois falo melhor dos 18 meses, do motivo de não ter escrito quase nada e do quanto a minha vida é muito mais feliz, preenchida e ... tudo, por ela fazer parte dela!
 Foto tirada na primeira visita ao zoo, Outubro 2011, a ver as zebras


Adenda - é tão, mas tão bom ela ter seguro de saúde!!! E os médicos e o atendimento do Hospital da Luz são mesmo 5 estrelas.
É a segunda vez que lá vamos em 10 dias, tivemos a sorte de ser a mesma médica, uma triagem e atendimento excepcional... e em menos de 20 minutos chegamos, tratamos de tudo, somos MUITO bem atendidas e vimos embora! Que diferença o dinheiro faz...e um bom seguro de saúude!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Pequenos passos, grandes gestos

E é com muito orgulho que partilho o resultado do trabalho de voluntariado da minha adorada madrinha!
A maior e melhor caminhada da luta contra o cancro da zona centro!
Muitos parabéns madrinha ao cubo e temos muito, muito orgulho em ti e em teres conseguido esta proeza!!!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Miguel Esteves Cardoso, de novo no seu melhor

Gosto (muito) de algumas das coisas que escreve, especialmente quando escreve sobre amor.
Este foi mais um dos textos que descobri recentemente.

Como é que se Esquece Alguém que se Ama?  

Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está?
As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre. Podem pôr-se processos e acções de despejo a quem se tem no coração, fazer os maiores escarcéus, entrar nas maiores peixeiradas, mas não se podem despejar de repente. Elas não saem de lá. Estúpidas! É preciso aguentar. Já ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar-se que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguem antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar.
É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução.
Não adianta fugir com o rabo à seringa. Muitas vezes nem há seringa. Nem injecção. Nem remédio. Nem conhecimento certo da doença de que se padece. Muitas vezes só existe a agulha.
Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado.
O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar.

Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

Atrevo-me apenas a acrescentar, pela minha experiência de vida pessoal, que isto só é real e verdadeiro quando efectivamente se tratava de amor. Porque quando se pensa que é amor e se descobre que afinal era só interesse, atracção, sexo... algo, isto não se aplica, não se consegue sentir ou realizar ou sequer compreender.

domingo, 14 de agosto de 2011

16 meses

E, de repente, já se passaram 16 meses!
Para onde vai o tempo?
Ainda ontem andava com ela na barriga e hoje já corre a casa toda, cada dia que passa fala mais, canta (e encanta), quase come sozinha, atira-se para qualquer plano de água (lagos, piscinas, ...), adora crianças e bebés e está sempre a dar-lhes beijinhos e festinhas... enfim, cada dia é uma nova descoberta e uma nova aprendizagem ao lado dela.
Não vou voltar a repetir o quanto a amo (isso todos sabem e se vê), ou quão babada sou como mãe.
Vou só repetir que ela fez de mim uma pessoa muito melhor e espero crescer com ela, ver esta "amostra de gente" transformar-se numa adulta responsável e com os mesmo valores que a minha família sempre prezou.
A ela, a minha filha mais linda, parabéns pelos 16 meses!!!
E agora vamos só ali almoçar com a avó-madrinha e o Vô Tó (Có para a pipoca) e celebrar mais esta data.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

15 meses!!!

Valha-nos os "mesários" da princesa para passar aqui e escrever!
Peço desculpa pela ausência, pela falta de resposta ao comentários e por não passar nos outros cantinhos, mas a vida de mãe solteira não é fácil e o cansaço e o excesso de trabalho não se compadecem de nada.

Mas a verdade é que já se passaram 15 meses - os melhores e mais incríveis da minha vida!
Sei que todos os meses falo do quão maravilhoso é tê-la ao meu lado, mas a verdade é que... é mesmo!!!
E ela está tão crescida (que saudades do meu bebé e que vontade de a ver a crescer)!!!
15 meses e mais de 83cm (era o limite da medição na consulta e não tinham outra forma de medir(?!), mesmo sabendo que não estava esticada) e quase 12kg de peso - acima do percentil 95 em altura e abaixo do 90 em peso (já não a posso chamar de "gorducha").
E está linda, um charme, sorridente, brincalhona, esperta como tudo!!!
Adoro descobrir algo novo com ela todos os dias, adoro os abraços sentidos que dá, adoro quando me "bate" e depois me abraça logo a seguir para "disfarçar", as birras que faz quando quer algo e como pára quando percebe que não é assim que vai "ganhar" e depois vem dar beijinhos, adoro os sorrisos que faz quando é apanhada em flagrante a fazer algo que não devia, como quem diz "eu? não estava a fazer nada...".
É incrível poder viver estas novas descobertas com ela, ver como adora ler, como fixa tudo o que se lhe diz ou observa, como adora música e dançar, especialmente com as suas músicas do Panda, é incrível e emocionante ouvir cantarolar a toda a hora (adora andar a cantar o "papa a papa" com a música do Frére Jacques), ver como adora comer sózinha (e a "javardice" que faz quando já não tem fome).
E o que dizer das corridas e mergulhos que dá na piscina dela, em casa do avô? Ou do carinho com os animais, sempre a "perseguir" um cão ou gato para fazer festas?
Não posso deixar de sorrir com a ironia de uma maria-rapaz como eu ter uma filha super feminina, que gosta de brincar com as suas bonecas, que as agarra com todo o carinho (então a Mimi dela...), que lhes dá de comer, conta histórias, leva a passear, que gosta de ganchinhos e chapéus, que é toda "mimosa". E que fica bem de cor-de-rosa (sim, aquela cor que eu "jurei" que ela nunca vetiria).
É emocionante ver as actuações nas festinhas da escola, ver como está integrada na turma dos mais crescidos, como é querida por toda a gente.
E hoje já faz 15 meses!!!
Por isso, parabéns para a filha mais bonita/queria/sorridente do mundo - a minha!!!!
E não consigo deixar de ter um sorriso idiota na cara quando vejo as fotos dela, quando recordo alguns momentos... sou mesmo babada!!!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Estas hormonas....

A maternidade é mesmo uma coisa incrível.
Há meses que a nuvenzinha já nasceu, mas ainda continuo com as hormonas completamente descontroladas.
Não vou falar da gordura acumulada que não desaparece milagrosamente, nem da barriga que nunca existiu e agora não quer ir embora.
Vou sim falar dos sentimentos, das emoções à flor da pele.
É lixado uma pessoa ter um aperto no coração e na alma e chorar baba e ranho com cada série de TV onde está uma criança que morre, desaparecida, com cada história de doenças e acidentes!!!
É incrível como rapidamente me coloco no lugar daqueles pais, daquelas famílias.
Se sempre admirei os meus pais e a minha família por terem, de alguma forma, conseguido superar a morte do meu irmão, depois de ser mãe ainda os admiro mais.
Não sou de pensar em desgraças ou problemas, até sou relaxada demais e vivo demasiadamente o dia a dia para o que seria desejável uma mãe fazer.
Mas a cada cena destas na TV, ou num blog, ou num livro... os sentimentos recalcados e escondidos parece que lutam entre si para ver quem é o primeiro a sair... e não consigo controlar as lágrimas.
Ainda bem que na maioria dos casos sou só eu e a nuvenzinha já dorme, senão já viram a cena - uma verdadeira chorona!!!
E o pior?
Eu nunca fui assim!

terça-feira, 14 de junho de 2011

14 meses

E hoje passaram-se 14 meses da tua chegada à minha vida!!!
14 meses não, que chegaste à minha vida uns meses antes, mas foi neste dia, há 14 meses, que quiseste vir sentir a pele da mamã, fazer festinhas, olhinhos, sorrisos.
E como me fazes feliz minha filha linda!!!
Como adoro os teus sorrisos, os teus abraços apertados, os teus beijos.
Como adoro as tuas traquininces, as tuas birras, o teu mau feitio tão parecido com o meu. Mas que conjugas lindamente com um carinho indescritível para com todos os que tem o privilégio de conviver contigo.
E nem as noites mal dormidas quando tens mais um dentinho a querer sair, nem as birras quando estás cansada de brincar e não queres comer, nem as "festinhas" mais brutas seguidas de beijinhos e abraços fazem com que te ame menos.
Só tu consegues testar a minha paciência ao limite... e consegues que eu aprenda a ser calma e controlada, porque é tão fácil contigo ser uma pessoa melhor!
Obrigada minha linda filha por estes 14 meses do melhor amor que se pode sentir.
Obrigada pelos teus sorrisos, beijinhos, abraços e carinhos diários.
Obrigada por seres como és!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Desafio

Ao visitar o blog da Fátima (Pecados & Virtudes), vi que me tinha lançado um desafio - sublinhar as frases compostas das coisas que já fiz que constam da lista abaixo.

E como não sou mulher de virar a cara a desafios, aqui ficam as minhas respostas:


* Pagar uma bebida aos amigos.
* Pegar num tubarão. (Apenas porque nunca nadei com tubarões nem sou pescadora)
* Dizer “eu te amo” sentindo amor de verdade.
* Abraçar uma árvore.
* Achar que vai morrer. (foram raraas as vezes, mas já aconteceu, especialmente nos acidentes que já tive)
* Ficar acordada a noite inteira e ver o nascer do sol.
* Não dormir por 24h. (tantas vezes... a maioria delas em trabalho)
* Cultivar e comer os teus próprios vegetais. (pois.... vegetais... temd e ser, não é?)
* Dormir sob as estrelas.
* Mudar a fralda de uma criança.
* Ver uma estrela cadente.
* Ficar embriagada. (raramente, mas verdadeiramente embriagada só me lembro de uma vez... e foi com o famoso Golden Strike)
* Doar coisas pra caridade.
* Olhar para o céu e achar o cruzeiro do sul. (bem... qual é o cruzeiro do sul? Se calhar nos escuteiros já soube fazer isso, mas não me lembro)
* Ter um ataque de riso na pior altura possível.
* Fazer uma luta de comida. (Não. pelo menos que me lembre. A comida sempre foi muito valorizada por mim e pela minha família)
* Apostar e perder.
* Convidar um estranho para sair.
* Fazer guerrinha de papel. (o que é isso?)
* Gritar o mais alto que puder.
* Pegar num cordeiro. (naaaaaa, não me parece)
* Andar de montanha russa. (só para comprovar que... não gosto)
* Dançar como uma louca e não se preocupar se estão olhando.
* Falar com sotaque por um dia inteiro. (com dois anos de trabalho em França e com várias visitas ao etsrangeito... claro que falei com sotque o dia inteiro... semanas... meses)
* Estar mesmo feliz com a tua vida.
* Ter dois hard drives para o computador.
* Conhecer o teu país. (Só não sublinho porque acho que podia conhecer MUITO melhor do que o que conheço)
* Cuidar de alguém embriagado.
* Ter amigos fantásticos.
* Dançar com um estranho.
* Roubar uma placa/sinal de trânsito. (para quê?)
* Fazer um passeio de noite na praia.
* Ficar de coração partido mais tempo do que se esteve realmente apaixonado.
* Sentar na mesa de um estranho num restaurante e comer com ele.
* Imitar uma vaca.
* Fingir que se é um super-herói.
* Cantar karaoke.
* Mergulhar.
* Beijar na chuva.
* Brincar na lama.
* Brincar na chuva.
* Apaixonar-se e não ficar de coração partido. (até agora ainda não consegui não acabar sempre de coração partido, mas a esperança é a última a morrer)
* Visitar locais ancestrais.
* Fazer uma arte marcial.
* Entrar num filme.
* Ser penetra numa festa.
* Ficar sem comer 5 dias. (Bem... com a actual crise... perguntem de novo daqui a 2 anos.)
* Fazer um bolo sozinha.
* Fazer uma tatuagem. (Está previsto... não sei é quando, o quê ou onde, mas já pensei nisso)
* Receber flores sem razão.
* Representar num palco. (fazer apresentação de eventos conta?)
* Gravar uma música.
* Ter um caso de uma noite. (por mais que diga sempre que não... a verdade é que já aconteceu sim. Mal seria se nesta idade nunca tivesse acontecido, não? bem... eu achava que não era de uma noite.... mas ele achou que sim, hehehe)
* Guardar um segredo.
* Cantar bem alto no carro e não parar quando perceber que tem gente olhando.
* Sobreviver a uma doença em que se podia ter morrido.
* Perder dinheiro.
* Cuidar de alguém com dor de cotovelo. (literal e figurativamente)
* Fazer uma festa legal.
* Partir o coração de alguém. (Por mais que nunca tenha planeado isso, parece que já aconteceu sim...)
* Colocar um piercing. (Naaaaa, não faz de todo o meu estilo)
* Andar de cavalo.
* Fazer uma grande cirurgia.
* Comer sushi.
* Ter uma foto sua no jornal.
* Mudar a opinião de alguém sobre alguma coisa em que acreditas profundamente.
* Fazer de um inseto um animal de estimação. (Não, nem sequer pensaria nisso, odeio insectos)
* Selecionar um autor importante que não trabalhou na escola e lê-lo.
* Comunicar com uma pessoa sem partilharem uma língua comum.
* Escrever a sua própria linguagem no computador.
* Pensar que está vivendo um sonho.
* Pintar o cabelo.
* Ter relação com alguém do mesmo sexo. (Nem me seduz minimamente)
* Comer meleca (o que é meleca?)
* Salvar a vida de alguém. (E nunca me vou esquecer da menina que se ia afogando na piscina e ninguém dava por ela já no fundo da piscina....)

E pronto, simples, não.
A ideia era passar para 5 blogs, mas quem quiser que leve (sei lá... Tronxa, Bloguótico, Rafeiro que eu sei que adora estes desafios, ... etc, etc )

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Um novo projecto

E como a vida não para, e a de mãe solteira é muito ocupada mesmo, aqui fica o link para o meu novo projeto dos tempos livres:



Partilhem com os vossos amigos, em especial os do Brasil ou que possam passar a mensagem no Brasil (ajudaria muito).

2 anos já passaram

E mais uma vez me atrasei no post!!!
Ainda por cima pdiam ser agendados, porque há dias que me lembro da data...
São 2 anos!!!
Feitos no dia 06 de Junho.

2 anos em que sinto a cada dia a sua falta, 2 anos em que falo todos os dias nela à minha nuvenzinha (nem que seja para comer mais uma colher de sopa pela vovó Letinha), 2 anos em que deixei de ter avó(s), em que vejo a dor e a saudade da minha mãe (e madrinha e tio) a cada dia e nas pequenas acções que anteriormente faziam parte do seu quotidiano.

Mas ao mesmo tempo são 2 anos em que tenho a certeza que ela está bem, em que sinto a sua presença a cada dia, em que olho para a nuvenzinha e vejo o pequeno milagre que ela é e em que tenho a certeza que a minha avó teve "mão" (sim, chamem-me louca, mas tenho e certeza que está relacionado). E em que espero vir a tornar-me metade da mulher que ela sempre foi, em que espero conseguir transmitir os valores que ela tão bem transmitiu à minha mãe e a mim!

Enfim... 2 anos de muita, muita saudade e de certeza que por muito que nos custe a sua ausência, a minha avó está bem e a olhar por todos nós.

Um beijo ENORME minha avó linda!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Furiosa / desiludida

Hoje estou mesmo furiosa!!!!

Tenho de me controlar para não desatar a "asneirar".

De feliz que estava com a creche da pipoca e com o tratamento que recebia passei a extremamente desiludida e insatisfeita e não me parece que as coisas vão mudar (muda ela)!
Ela sempre foi uma criança precoce e aprende por imitação e por estímulos e aos 10 meses, quando já andava, passaram-na para a sala dos mais crescidos (1-3 anos, pois não havia turma intermédia).
Ela cresceu imenso e evoluiu imenso e adorava ir para a creche.
Estava numa sala grande, com muitos brinquedos e actividades e acima de tudo com crianças que ela imitava e adorava.
De repente passam-na para outra sala (sim, 3ª educadora no ano), onde a maioria das crianças não anda e é uma sala para "aquisição da marcha", cheia de colchões, com muito menos brinquedos e estímulos diferentes.
E de repente a minha filha, que sempre foi feliz para a creche, começa a não querer ficar, a hesitar... até a chorar algumas vezes!!!
E sim, esta seria (digo seria porque há crianças mais novas) a turma em que normalmente ela estaria integrada... dizem, mas com crianças que não tem de perto o mesmo desenvolvimento que ela e o amiguinho que fez o mesmo percurso que ela e acabou na mesma turma que ela.

Feita a "reclamação" (desabafo/insatisfação) na creche fizeram uma reunião em que estavam todas as educadoras para "explicar" porque é que ela está melhor nesta turma ("infeliz") que na outra onde ela estava (feliz) e que tem mais actividades para a idade dela, blablabla.
Chegaram ao cúmulo de insinuar (quase diretamente) que eu é que transmitia infelicidade á minha filha, que quando eu não estava lá ela estava bem (claro que sim... ela está sempre bem)!!!
Bem... agradeci a reunião (foi muito correto da parte deles tentarem explicar a situação e fazerem esta reunião), mas não fiquei de todo convencida, até porque foi quase um pró-forma pois nada mudou.

Na outra turma ela estava a começar a comer sozinha na mesa com os mais velhinhos, estava a começar treino de bacio, etc... e agora... está novamente com os bebés.
Posso perceber que este seria o percurso normal, não consigo aceitar o que fizeram e estão a fazer, que é cortar as pernas à miúda e ao amiguinho.
Hoje fiquei tão revoltada quando cheguei lá para a deixar que está tudo atravessado e amanhã vou partir mesmo a loiça!!!
A sala onde estão é mais pequena e tem menos luz que as outras (era onde dormiam a sesta...), e só lá estava ela e o amiguinho que andam bem e estão super desenvolvidos... com 3 bebés que estão a aprender a andar!!!
Mas estão a brincar comigo?!
Já acha (a diretora pedagógica) que ela não está a recuar por ter estado 3 meses numa turma com uma educadora e um grupo de crianças mais velhas e desenvolvidas e agora colocarem-na numa turma com crianças muito mais atrasadas... mas ainda por cima numa sala para quem está a aprender a andar onde só ela e o outro andam?!

Está visto que eu sou muito burra (isto de ser mãe de primeira viagem) e não consigo perceber a mais valia para ela deste retrocesso e integração neste grupo!
Toda a gente a quem conto o que se passou pensa que é errado (de pais a psicólogos, professores, educadores), mas pelos vistos estamos todos errados e a creche é que está certa!!!
E como não me conseguem convencer que é o melhor para ela (ainda por cima parece que agora vai seguir sempre com esta turma), parece que vamos mesmo de ter de encontrar outra solução onde ela fique bem e esteja estimulada, porque aqui já não estou (de todo) satisfeita!!!
Adoro a creche, o espaço, as educadoras, ODEIO o que estão a fazer à minha filha e ODEIO ver a sala e o grupo onde agora tenho de a deixar (e sim, elas que digam que eu é que transmito isso à minha filha, mas não percebem que eu não tenho problema em deixar lá com as educadoras, o meu problema é a turma onde agora a integraram)....
Amanhã.... amanhã vou ter de mudar as coisas e ser direta (eu não quis dizer para a mudarem de turma porque não achava bem ir contra o que as educadoras acham melhor, mas amanhã ou a mudam de turma ou ela terá de encontrar outras alternativas).

Olha que coisa!!!!!
Se uma criança é mais precoce, não pode avançar?!
Tem de estar no grupo mais atrasado porque é "do grupo etário"?!

Isso é um bom princípio para um bom desenvolvimento das crianças... assim não se desenvolvem ao ritmo delas mas ao que é mais conveniente para as educadoras e a creche.... rica ideia!!!!
Não se podem saltar anos lectivos... ou grupos....tem de se estar no rebanho, mesmo que o rebanho não motive nem estimule para crescer!

E o facto de uma criança que sempre foi feliz e ficava feliz e largava logo a mãe agora não querer ficar ou ficara apática... são só coisas minhas!!!

FURIOSA!!!!!!

Será que estou assim tão errada de querer que ela se mantenha na turma onde estava, mesmo sendo mais velhos e ela não podendo/conseguindo fazer tudo o que eles fazem, mas sendo muito estimulada, ficando feliz, e desenvolvendo-se ao seu ritmo e rapidamente graças aos estímulos recebidos?!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Feliz dia da Criança

Feliz dia da criança minha querida filhota!
Há 1 ano, quando celebrei pela primeira vez este dia contigo, eras muito pequenina, nem te apercebias, mas hoje é diferente.
Estás crescida, linda de morrer, esperta como tudo e já tens direito a festa na escola e tudo!
Neste dia especial (como o são todos os dias que passo contigo), espero e deseo que continues a ser sempre como és, doce, meiga, carinhosa, esperta, sorridente, inteligente, amiga, ... tudo o que se sonha e espera num filho.
Que continues sempre saudável, cheia de energia, com o teu feitio, o teu sorriso lindo e acima de tudo que nada te falte e sejas sempre feliz!
Um beijo muito especial para a minha filha especial que eu adoro mais dos que as palavras algum dia poderão transmitir!!!

Parabéns Vovó

Não, não me esqueci... mas depois de mais de 24h acordada e quase 24h seguidas a trabalhar... não consegui passar aqui como queria.
Mas nunca me esqueceria que ontem a melhor avó de sempre, a minha, fez 91 anos!
Só queria que ainda estivesse junto de nós para poder ter celebrado com ela... mas sei que está sempre ao meu lado e sabe o quanto eu sempre a adorei!
Parabéns vovó, porque o que conta é a intenção e a minha é (e era) de celebrar sempre os teus aniversários!

domingo, 29 de maio de 2011

Parabéns Mana

Confesso que me sinto envergonhada pelo abandono a que este blog tem sido votado, mas efectivamente o dia não tem horas suficiente para tudo e algumas coisas acabam por, infelizmente, ficar para trás, o caso do blog.

Mas não podia deixar passar esta data em branco!

Parabéns à minha mana mais nova, que hoje faz anos!
Parabéns por ser como é, uma Mulher com M grande, que luta pelas suas convicções, que tenta seguir os seus sonhos e que não baixa os braços perante os problemas e adversidades com que se depara diariamente.
Não é fácil fazer o que ela faz, lutar por ser uma criadora, trabalhar todo o dia a todas as horas e nunca ter direito a folgas ou fins de semana, mas ela consegue fazer tudo e seguir o seu sonho (ok, ok, à custa de poucas horas de sono e 3 ou 4 trabalhos).
Ela não é perfeita (alguém é?), tem um feitiozinho de m#$%& (mas não temos todos), mas tem um coração do tamanho do mundo, é linda de morrer e é a minha irmãzinha e eu não a trocava por nada!

E hoje faz 35 anos (bolas, acabei de perceber que estou a ficar velha...)
Para ela...

PARABÉNS!!!!

sábado, 14 de maio de 2011

13 Meses de ti = Baptizado

Hoje é um dia em cheio!
13 meses do amor mais profundo que alguma vez senti ou sentirei na vida complementados pela linda festa de baptizado com a família a reunir-se para celebrar este dia na vida da minha princesa.
Depois ficam os detalhes... 
Mas não queria deixar de dizer o quanto me sinto orgulhosa de ser a mãe da mais maravilhosa e linda criança que algum dia nasceu!!!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

BRUTAL!!!

E eu que ando a adiar há meses a consulta no dermatologista... amanhã já vou tratar disso!
Porque é uma realidade que me está demasiado próxima para ser assim desleixada - e porque a minha filha merece uma mamã que saiba que está tudo bem!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Pedir desculpa

Porque houve tantas e tantas vezes que pedi desculpa sabendo que estava certa.
Porque realmente mais importante do que ganhar ou estar certa, é a amizade ou o que sinto pela pessoa a quem peço desculpa/desculpo.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Porque a maior parte dos dias vivo assim

Chamem-me inconsciente, inconsequente, ingénua... mas é a melhor forma de viver (a maior parte das vezes)
do sítio do costume

domingo, 1 de maio de 2011

Eu ganhei!!! Eu ganhei!!!

Pela primeira vez na vida ganhei um concurso!!!

E logo para uma linda prenda para a melhor mãe do mundo - a minha!!!!

Obrigada à Miss Kitty, do blog Perturbações de (Hu)amor pela oportunidade!!!

Que excelente forma de acabar o Dia da Mãe!!!

Feliz dia da Mãe

Não podia deixar passar em branco esta data.
Não só por ser o meu 2º dia da Mãe com a minha princesinha (e que bom que é ser mãe dela), mas principalmente por poder felicitar todas as mães com quem convivo diariamente.
Porque não há nada melhor do que ser Mãe, a não ser o ser filha (ou neta) de uma MÃE como a minha!!!
Porque a minha mãe e a minha força, a minha energia, o meu consolo, o meu amparo, o meu exemplo de vida e de coragem, a melhor avó do mundo... é tudo!!!

Para todas as grandes Mães da minha vida (a minha mãe, mana, madrinha e prima Becky) um beijo muito especial por serem quem são e como são. São um exemplo de força,  de coragem, de tenacidade e acima de tudo do que é ser Mãe (e sim mana, para mim és mãe... e de muitos).

Para todas as outras, com quem convivo e/ou contacto diariamente, bem como para as que aqui passam a visitar esta cantinho, cada vez mais "abandonado"

FELIZ DIA DA MÃE!!!

domingo, 24 de abril de 2011

Páscoa Feliz

E quase que me esquecia de desejar a quem ainda passa por aqui, uma Feliz Páscoa, recheada de chocolates, doces, coisas boas e, acima de tudo, muito amor junto dos que vos forem mais queridos!

E depois dos votos, uma mensagem do coelhinho da Páscoa:

sábado, 23 de abril de 2011

27 anos

27 anos que partiste
27 anos de saudades
27 anos de "e se"
27 anos que te sinto tantas vezes ao meu lado
27 anos com a certeza que estás bem e a olhar por nós (e agora especialmente pela tua sobrinha linda)
27 anos em que nunca te esqueci, nem por um dia e em que me fizeste tanta falta!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

3 dias de festa

E já se passaram os 3 dias de celebrações do 1º aniversário da princesa.
O dia de anos foi difícil, pois apesar da alegria de estar com o seu papá, tinha passado a noite no hospital com tosse e estava muito cansada e rabujentita.

Mesmo assim, foram 3 dias intensos, cheios de alegrias, mimos e MUITAS prendinhas (ia fazer uma lista e até comecei a fotografar... mas acabei por desistir, tantos foram os mimos dados à princesa).

Aqui ficam as imagens possíveis:
3 bolos:
um bolo pequenino para celebrar com o papá, um bolo feito pela vovó para celebrar na escolinha com os colegas e o bolo de anos dela, o bolo mais lindo do mundo e do qual ela não conseguia tirar os olhos (ou dedos) - a sua MIMI!!! *

as lembranças para os amiguinhos **

as 3 toiletes - sim, porque princesa que é princesa tem uma roupa diferente para cada dia, e a vovó já tinha estas guardadas há muito tempo!

Foram dias muito cansativos (quase duas semanas sem dormir com a pipoca cheia de tosse, muita coisa para fazer e preparar, etc), mas valeram por tudo!!!
Afinal era o 1º aniversário da princesa.

E nunca vou poder agradecer o carinho dos meus tios, que vieram de propósito para celebrar com ela, da minha querida Drinha, que ficou cá para isso, da A.P. e do seu magnífico cavalinho (que ela dora), da minha tia O. e das suas prendas personalizadas, do vovô dela e todos os seus cuidados e, muito especialmente, da vovó da Laia que foi absolutamente incansável, disponibilizando a casa, preparando o lanche, as prendinhas, tudo!!!
Não esquecendo os que não podendo estar presentes não quiseram deixar passar a data em branco, como o meu querido tio A. e da C, o meu primo M. com a sua linda família que enviaram um fato-de banho e conjunto de praia magníficos, do padrinho da pipoca e primitas e do meu primo R. e família que enviaram uma recordação pela madrinha dela - a todos eles o meu muito obrigada pelo seu carinho!!!

Mas também aviso... o standard ficou alto para o próximo ano e eu já vi que tenho de colocar férias uma semana antes para preparar tudo com o carinho que ela merece!

* A Mimi é a boneca preferida de sempre dela e a que usa para dormir, para se agarrar quando está carente, para dar miminhos, para tudo... tem uma em casa da mamã, outra na da vovó e outra na creche, sem falar nas mini-Mimis (como a que serviu de modelo ao bolo) que estão no carro da vovó e da mamã.
** Para a escolinha fizemos pequenas lembranças, em que os "grandes" tinham uma galinha com amendoas e um imã feito com láspis de cera derretidos (com a colaboração da princesa, claro) e os pequeninos tinham um saquinho com bicoitos e 3 "queques" para pintar feitos dos mesmos lápis de cera derretidos.
Para os convidados do aniversário de sábado fizemos saquinhos com amendoas e os imãs (confesso que já não tinha material nem energia para fazer mais galinhas para todos e fizemos uns saquinhos mais XPTO para eles).

quinta-feira, 14 de abril de 2011

E assim se passou 1 ano!!!

Há precisamente um ano, a esta hora, eu ouvia o choro mais maravilhoso da minha vida.
A minha linda princesa tinha acabado de nascer e eu aprendia o significado de amar incondicionalmente.

Com o nascimento dela tudo mudou, cresci, aprendi a ser uma pessoa melhor (ou pelo menos assim gosto de pensar).
Muita gente prefere a sua liberdade, não ter responsabilidades, poder viver como quer e gastar o dinheiro como quiser, de preferência com eles mesmos, sair com quem se quiser e não dar satisfações a ninguém, mas eu não trocava as minhas noites de 4/5 horas (6 é um luxo), a minha casa cheia de brinquedos por todos os cantos, a minha falta de tempo para tudo, a minha responsabilidade como mãe... por nada do mundo!

Não consigo conceber os meus dias sem o sorriso dela de manhã, sem ver a cabecinha cheia de caracóis antes de ir dormir, sem saber que ela está bem e se estou a fazer todo o possível para que nada lhe falte, sem ouvir os seus olás...!

Já aqui falei muito do amor que sinto por ela, e do quanto é impossível medir isso ou quantificar, e hoje, quando olho para ela, a cantar, a rir (com o seu sorriso lindo de "stitch"), a brincar, sempre bem disposta, sei que a melhor coisa do mundo é ter ums filha como ela.

E se já dava valor à minha mãe (e às mães da minha família), hoje assumo que ela é uma pedra fundamental na nossa família de duas e nas lições de vida que sempre me deu e continua a dar (um exemplo para a pipoquinha).

Mas confesso que sinto saudades de a sentir a dar pontapés, sinto uma certa pena de a terem "obrigado" a sair mais depressa do que queria... sinto saudades de ver aquela bebé que sempre foi um doce.

E ao mesmo tempo AMO ver como está crescida, como é independente, como é esperta e aprende logo tudo o que se lhe diga e adoro ver a sua evolução diária.
Adoro ver como é amada por todos com que contactam com ela, adoro ver como se mete com toda a gente na rua, adoro ver as suas 7 favolas a espreitar quando ri... adoro, adoro, adoro aquela pequena princesa.
E hoje já passou um ano!!!!
Acima de tudo, amo a forma como uma criatura tão pequenina e adorável me ensinou a crescer como pessoa, a aceitar melhor as pessoas e as diversas situações na vida, como me ensinou a viver com o que tenho e a ser melhor que os outros, como me mostrou que se pode fazer qualquer coisa, desde que tenhamos à nossa espera alguém que nos ilumina o dia...

PARABÉNS minha filhota linda!!!
Hoje celebramos o teu 1º aniversário!!!


PS - e não, não é o bolo dela, que a mamã nem sabe fazer estes... e dedicou-se antes aos biscoitos...

PPS - Gostava de escrever um texto mais bonito, mas sentido, mas reflectido que ilustrasse tudo o que sinto neste dia tão especial... mas sempre que penso nela ou falo nela as ideias confundem-se, misturam-se e só consigo dizer que a amo mais do que qualquer coisa e por ela faria tudo!!! Espero que compreendam e perdoem a falta de eloquência (e as 3h de sono na média de 4/dia dos últimos 15 dias também não ajudam)...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Parabéns mano

Bem vindo aos "enta" mano!!!
Espero bem que aí onde está te deixem celebrar condignamente esta data tão especial.
Todos nós temos muitas saudades tuas e a tua sobrinha está linda de morrer e sempre a ouvir falar do tio.
Um beijo muito grande de parabéns nesta data especial!!!

quinta-feira, 31 de março de 2011

É por isto que gostava de ter tido gémeos

Não percebem o que dizem?
Mas eles entendem-se bem!

E a Minha princesa já está assim - vou ter de tirar um curso de "bebêz"

domingo, 20 de março de 2011

Mais um dia de emoções

E o fim-de-semana está mesmo a acabar e foi recheado de emoções para a princesa.

Depois de um sábado em que passeou, andou no passeio marítima e acabou na piscina a ver um jogo de pólo e a passear por todo o lado a seduzir tudo e todos com as suas gracinhas, eis que chegamos a domingo.

Domingo, dia de descanso para o comum dos mortais, mas não para a princesinha, que começa o dia às 7h30 da manhã cheia de energia.

E depois de muita brincadeira e de uma soneca depois do pequeno almoço, lá fomos novamente à piscina ver um joguito. 
Mas hoje iamos preparadas, já que ela ia pronta para se "descascar" (está muito calor lá) e andou a passear pr todo o lado de fralda, sapatos e só com a blusinha sem mangas da foto. 
Ela adorou, estava rodeada de homens (o que posso fazer, ela adora homens... e ainda só tem 11 meses... nem quero imaginar quando crescer...), andava de um lado para o outro, todos a mimavam e elogiavam, estava no céu. 
Claro que quando saímos para ela ir almoçar, estava tão cansada que aterrou mal se sentou na cadeira do carro... e acordou quase 2.5h depois!

Almoçámos e, depois de muitos mimos da avó, fomos passear as duas.
E, com o tempo que estava, que melhor local do que ... a praia?
Rumámos à praia e conseguimos encontrar uma zona com pouca gente. Lá tive de carregar o carrinho pela areia, mas valeu cada segundo.
Ela adorou!!!!
E aí é que foi mesmo caso de dizer que... 1º estranha-se e depois entranha-se.
Como princesa que é, nunca gostou de ter as mãos sujas, por isso imaginam a cara de nojo quando pos as mãos na areia e ficaram cheias de areia.... e a seguir os pés... eu quase me desmanchava a rir com a cara dela e as caretas que fazia a ver as mãos e pés e a areia que não saía.
Mas foi só o primeiro contacto, porque depois percebeu que conseguia andar bem na areia e que.... havia água!!!
E como ela tem paixão por água, nem o facto de ela estar fria a conseguia demover de ir molhar mãos e pés.
Foi fabuloso... ela adora mesmo estar na praia e eu senti-me uma priviligiada de poder ter partilhado esta experiência e paixão com ela.

Depois... foi regressar a casa a dormir, que isto de andar por todo o lado, e especialmente na areia, já cansa as perninhas (e o corpito) da pipoquita.

sábado, 19 de março de 2011

Feliz dia do Pai!

E porque hoje é o dia do Pai, não podia deixar de desejar o dia mais feliz para todos os pais, em especial para o meu!!!

Pode não ser perfeito (quem o é?), podem dizer que não é o ideal (mas há ideais?), mas para mim é o MEU pai (repartido a meias com a minha mana), que eu adoro!
E não há nada que ele não faça pelas suas filhas e neta, e ninguém pode (nem deve) pedir mais do que isso.

E além de pai é um avô BABADO, que faz com a neta coisas que ninguém acreditaria que ele fizesse, está sempre presente e não podia ser melhor avô.
Imagine-se que ontem até esteve a pintar com ela, a brincar, a sujar-se na escolinha dela (casmurro, bem lhe disseram para por um avental...) e foi o máximo ver a interacção dos dois a surgir naturalmente.

Para ele, um FELIZ DIA DO PAI!

Ser pai

Hoje foi dia de festinha do dia do pai no colégio da pipoca.
E ela contou com a presença do avô, que até andou a fazer pinturas com ela enquanto a mamã fotografava os outros papás e bebés (como prometido às educadoras).

Foi uma mistura de emoções, mas acima de tudo tenho de ressaltar a enorme tristeza que senti em alguns (muitos) momentos.

A tristeza não foi de ela não ter lá o pai, isso já está mais do que resolvido.
O que me doeu mais... 
Foi ver o carinho e o amor daqueles pais com os seus rebentos - que transparecia nas fotos que tirava...
Foi ver aqueles pais babados com os seus filhos...
Foi ver as fotos que eles enviaram para  escola (que fez um filme com isso), deles com os seus rebentos e os pais babados a ver o filme com os filhos...

E pensar que a minha filha nunca teve aquele tipo de carinho (e isso sempre foi muito comentado por amigos e família mas eu nunca liguei)...
Eu não tenho fotos assim... com ela ao colo de um pai embevecido... 
Não tenho essas fotos dela... nunca tive e nunca terei.
Não tenho esses momentos de pura felicidade entre um pai e uma filha, de brincadeira na relva...
Não tenho muitas fotos dela com o pai (e não é por falta de vontade de tirar... é por falta de vontade de ter de estar sempre a pedir e depois acabar por ser forçado...)

Sei que parece estúpido dizer isto assim, que pode parecer tudo o que realmente não é... mas hoje custou ver aqueles pais babados e perceber que ela nunca teve aquilo (eu nunca tive o prazer de testemunhar aquele tipo de carinho/relação/amor, pelo menos desde que ela teve mais de um mês)...
Ela tem fotos com o pai, claro, mas não são assim... não são tão genuínas, não há aquele ar babado de quem olha para um filho que se ama mais do que tudo no mundo e queremos que fique registado para sempre...

Sei que podem pensar que sou eu que sou exigente, estou magoada, o que quiserem... mas foi a primeira vez, em muito tempo, que tive aquela sensação de tristeza...
E agora, ao ver as fotos tiradas aos papás (e mamãs) com os seus rebentos, e ao trabalhá-las para entregar no colégio... essa sensação de tristeza voltou...

Se é só impressão minha e estou a exagerar?
Talvez... não me parece, mas tudo é possível!

E amanhã é um novo dia e tudo é melhor!

segunda-feira, 14 de março de 2011

11 meses

Mais um mês... E está tão crescida a minha princesa!!!
Já passei a fase das saudades de a ter dentro de mim, mas agora estou com as saudades da minha bebé linda - e a amar cada momento passado com ela.
Já está quase a deixar de ser uma bebé... já tem quase 78cm, está a deixar de gatinhar e prefere andar em pé por todo o lado, anda na sala dos "grandes" e deixou a sala dos bebés, fala pelos cotovelos, dá sinais de vir a ter o feitiozinho da mamã, mas continua a ser aquela menina adorável e sorridente de sempre.
Adoro ver como é boa boca e come de tudo sem refilar, adoro ver como já diz que não quando não quer comer mais ou não quer alguma coisa, adoro ver o seu ar "envergonhado" quando se mete com as pessoas, ADORO ver como provoca as pessoas com os seus "olá" quando vai a passear na rua ou no supermercado ou em qualquer lado....
AMO as manhã em que acordo com o seu sorriso (aquela criança acorda SEMPRE bem disposta) e com o seu olá, amo ver como corre para os meus braços e os sorrisos que faz quando a vou buscar ao fim do dia, amo a curiosidade dela, o andar por todo o lado, o mexericar em tudo (olhando sempre para ver se pode, mas procurando ignorar quando se diz que não pode), amos as suas gargalhadas no banho e quando brinca comigo, amo ver a paixão que tem pela sua Mimi, que não larga por nada, especialmente na hora de dormir...
Adoro ver como já está crescida, como é uma mulherzinha, como gosta de experimentar tudo (especialmente se for para comer), como é linda, radiosa, perfeita!!!
Todos os meses tento, ou sempre que falo dela procuro explicar o quanto a amo e o quanto ela me mudou (para melhor pessoa) e o quanto representa para mim (e para quem a conhece), mas é impossível!
É impossível quantificar ou qualificar este amor, esta certeza que é a melhor coisa do mundo e e que não trocava por nada.
Faltam-se sempre as palavras para explicar o que ela representa e como me faz sentir por fazer parte da minha vida...
Se gostava de poder dormir mais? Claro que sim, mas ninguém consegue ficar mal disposta quando é recebida com um olá radioso como o que ela dá quando me vê. E com ela não há cansaço que resista, porque ela apaga qualquer má-disposição ou cansaço (isso volta quando ela não está ou está a dormir).
Se gostava de ter mais dinheiro, de não ter o peso e a responsabilidade de um filho? Gostava de poder ter mais dinheiro, mas seria só para a poder mimar mais, para poder garantir que ela iria ter sempre o que precisa. Mas tenho que chegue para as duas e para a fazer feliz, e a responsabilidade de a ter nunca me assustou nem assustaria, por isso não trocava a minha vida de agora pela vida de há uns anos, sem preocupações e sem responsabilidades.
Porque ela é o meu sol, a minha razão de viver e de procurar ser cada dia melhor.

E hoje fez 11 meses!!!

domingo, 13 de março de 2011

Já tinhas idade para saber o que "isso" é, não?

No seguimento de uma famosa entrevista da Catarina Furtado, que no início da sua carreira entrevistou um velejador que dava a volta ao mundo e levava com ele o filho bebé, hoje uma senhora de alguma idade fez-me a mim o mesmo estilo de comentário em relação à minha bebé...
Ela tem a desculpa de estar a entrevistar em inglês e de, provavelmente, nem se ter apercebido do lapso, pois perguntou-lhe "what do you do with it?", sendo que o "it" era o filho do senhor..., mas a senhora de hoje falou em português bem claro!
Estávamos no supermercado, a pipoquinha ia no carrinho (já gosta de ir como os "grandes") e um rapazinho, dos seus 6/7 anos, foi-se meter com ela.
Ela estava deliciada e lá esticava a mão e tentava fazer-lhe festas enquanto ia debitando "olás", e ele deliciado ia-lhe fazendo festinhas e perguntando coisas para ver se ela falava mais.
Nisto, a mãe a avó que estavam a falar aproximam-se e diz a avó:
- João, vamos embora, deixa isso!

Isso?
Isso?
Uma criança agora é "isso"?

Enfim, se calhar é da família daquela entrevistadora...
Ou é mesmo questão de educação (ou falta dela)!
imagem retirada da Internet

quarta-feira, 9 de março de 2011

Funcionam bem sim senhora

Hoje ao arrumar e organizar a papelada cá de casa (há que preparar o IRS), deparei-me com uma situação fabulosa...
A seguradora onde tenho o meu seguro de saúde, a 12/01 enviou-me uma carta com o meu cartão de seguro de saúde internacional.
Até aqui tudo bem.
O pequeno detalhe vinha impresso no cartão recebido:
Data de validade: 02/2011.

Se considerarmos que a carta foi impressa com aquela data e, sendo optimista, foi colocada no correio rapidamente (no dia ou no dia a seguir), terá chegado entre  14 e 17/01. O que me deu, no melhor dos casos, 15 dias para o ter utilizado se fosse ao estrangeiro.

Ora se isto não é funcionar bem e ser eficiente, não sei o que seja!

terça-feira, 8 de março de 2011

E assim se passou o 1º Carnaval da minha princesa!

Quem me conhece sabe que nunca liguei muito (nada) ao Carnaval, mas assumo que com a minha princesa as coisas mudam um pouco, nem que seja pelas festas da escola e com a família.
E este ano, o 1º Carnaval dela, estava tããããããoooo gira!!!
A avó insistiu em fazer a máscara, por isso a mamã arranjou uma parte do material e a vovó tratou do resto do material e da mão de obra.
O resultado foi uma máscara fabulosa, única, originalíssima e exclusiva!

Só tenho de salientar é que a máscara não tinha nada a ver com ela, porque a criança tem "pilhas"!!!
E a máscara também não a travou - nada a trava, especialmente agora que começou a andar!

E foi assim, linda, original, com muita alegria, muitas idas a casa do vovô (que estava a recuperar da operação), muitas visitas de amigos e muito amor e diversão que a pipoquinha passou o seu primeiro Carnaval!


Feliz dia da mulher!

Mais um dia da mulher que se inicia, mais um dia para celebrar todas as mulheres mas, muito em especial, as mulheres da minha vida: mãe, mana, madrinha, avó!

Já sabemos que todas as mulheres são especiais, todas merecem ser celebradas (e depois de ser mãe ainda dou mais valor a isso), mas para mim estas 4 mulheres são o verdadeiro exemplo de super-mulheres.

A minha mãe, porque é a melhor mãe do mundo!!! 
Superou inúmeras dificuldades (incluindo a morte de um filho, algo que NINGUÉM deve viver) e conseguiu criar filhas responsáveis e bem-formadas (olha só a modéstia a falar...)
É a verdadeira super mulher, que faz tudo e mais alguma coisa em domínios tão variados como costura, pintura, marcenaria...para além de ser uma professora e educadora de excepção. 
Podia estar aqui horas a falar dela, mas basta dizer que é a minha mãe e a maior e melhor super mulher que conheço e uma pessoa única!

A minha mana, que apesar do seu feitio tão especial é um exemplo para quem a conhece, que luta pelo seu ideal, que tem 4 trabalhos simultâneos para realizar o seu sonho, que cria e gere o seu canil e criação enquanto trabalha e faz o seu doutoramento. 
Podemos nem sempre nos dar bem (caturrices de manas), mas é para mim uma Mulher com M, um exemplo em tantas áreas da sua vida e com um coração e sensibilidade do tamanho do universo!

A minha madrinha, mana mais velha, amiga do coração. 
O que dizer dela? 
Venceu 2 cancros sempre com um sorriso nos lábios e uma energia contagiante (mesmo quando estava mais em baixo nunca deixou de ser positiva e de lutar por estar bem), escreve lindamente (um dia espero que publique), tem um coração gigante, é linda (quase tanto como a minha mãe), uma dona de casa exemplar e perfeita, a amiga que está sempre lá quando se precisa... mais uma super mulher do meu coração.

E claro que não podia esquecer a minha avó, que mesmo não estando fisicamente perto está sempre ao meu lado. 
A razão de ser da minha nuvenzinha (ninguém me vai tirar nunca isso da ideia, por mais disparatadao que possa ser), a inspiração que guiou a sua família ao longo dos desafios que a vida lhe colocou (e que incluíram reconstruir toda a sua vida do zero aos 50 anos), um exemplo para mim em tanta coisa e tantos aspectos. 
Não há palavras que descrevam a Mulher que foi a minha avó e que continua a ser, com a sua presença constante nas nossas mentes e corações!

Para todas elas, para todas as minhas amigas do coração (que sabem quem são) e para todas as mulheres - um dia muito feliz!!!


PS - e para as que acham que não há razão para celebrar o dia da mulher, lembrem-se só que todos os dias são para celebrar o facto de se ser mulher, de se gerar vida, de se ser completa em todos os aspectos e de se tentar ser sempre melhor para todos os que nos rodeiam e acarinham, já para não falar do pequeno "detalhe" de.... sermos livres! Lembrem-se de toda a liberdade que têm e pensem em todas as mulheres escravizadas pela família, pelos amigos, pela sociedade, sem direitos, sem poderem sequer ter opinião ou sair à rua, e isto em tantos países por esse mundo fora - e celebrem essa liberdade de que gozam, sem falsos feminismos e pudores!

segunda-feira, 7 de março de 2011

E isto é o que tenho para dizer

A todos os que perguntam como estou, aos que esperam que esteja muito em baixo, triste, ...sei lá... e ficam admirados de me ouvir dizer que estou bem e me sinto bem.
Porque a vida é assim que tem de ser vivida!!!
Imagem retirada daqui

domingo, 6 de março de 2011

Porque... sim

Ontem ao chegar a casa ao fim da tarde estava a passar na rádio esta música.
Além de eu adorar os Santos e Pecadores, adoro esta versão dos Aliança!
E como a música me fez lembrar uma(s) pessoa(s) que pensava conhecer, aqui fica para um bom domingo.


Fiz-me na noite actor principal
Entrei numa peça nem sei bem qual
Hoje sou o amante que te vê dançar
Amanhã o errante que te vai deixar

Refrão:
Não..não voltarei...a ser fiel... Fiel

Procuro a loucura na noite fingida
Nem sequer já me importa o que possas dizer
Represento a verdade que eu bem entender

Repetir refrão

Tu ru ru ru ru
Tu ru ru ru ru, Eh Eh

sábado, 5 de março de 2011

É oficial, estou velha...

Depois de ouvir várias vezes um anúncio que mencionava "fio dentário" ,e de ficar chocada com isso (pois sempre usei fio dental), decidi fazer uma pesquisa no Google.

A ideia era provar que eu estava certa e que fio dentário era uma aberração criada pela Colgate e pelos seus criativos nos anúcios que circulam actualmente. 
Além de achar que fio dentário soava demasiado a brasileiro para ser usado aqui.

Qual a minha surpresa quando vejo aqui ... que quem está errada sou eu!

É oficial, estou velha e não percebo nada deste novo "português"!!!
Começo a ficar preocupada... como vou ajudar a pequenita quando for para a escola?

terça-feira, 1 de março de 2011

E hoje foi um novo dia

Hoje foi um novo dia, com sol e muito boa disposição.
Um dia lindo, em que se acorda com o sorriso da filhota ao nosso lado na cama (que de noite teve de ir para lá, quando comecei a levantar-me de 10 em 10 minutos para estar com ela), com um olá lindo de morrer.
Um dia em que apreciamos o sorriso lindo que a nossa filha tem para o pai, em que nos emocionamos com o amor que ela tem por ele, o quanto ela adora estar com ele e nos braços dele.
Um dia em que percebemos a sorte que temos por ter uma filha linda de morrer, com um coração do tamanho do mundo e que ilumina mesmo quem com ela se cruza!
Um dia em que somos mimadas por quem se importa conosco.
Um dia em que lamentamos não poder ter estado com o pai que foi operado, mas em que sabemos que correu tudo bem e que ele está bem.
Um dia em que a ansiedade com a operação é substituída pelo alívio de saber que acabou e que ele vai ficar bem!

E o resto... com o tempo logo se aprenderá a lidar com tudo!

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Como?

Como explicamos a uma criança de 10 meses (e que há 2 não vê o pai) que não pode ficar acordada para estar com ele?
Como lhe explicamos que aquela pessoa que chega às 19h, brinca um pouco, dá jantar e se vai embora depois do banho das 21h gosta dela, mesmo não estando nunca com ela nem tentando estar mais tempo com ela?
Como explicar que aquela pessoa que está com ela das 20h30 às 21h30 nos restantes 2 dias que vai estar na região gosta dela e é o pai dela?
Como lhe explicar que não pode chorar para estar com ele/ ao colo dele / agarrada a ele, porque ele escolheu ir embora, mesmo sendo pai dela?

Como explicar tudo isto a uma criança de 10 meses que chora porque não quer dormir e quer aproveitar para estar com o pai que adorava?

Como explicar que o pai imagina a mãe como sendo tão fdp e tão cheia de defeitos que ele nem conseguiu aguentar/lutar/resistir para passar o primeiro natal com ela?
Tão fdp que ele nem foi capaz de vir passar o fim de semana com a filha, mesmo sem ter trabalho no fim de semana e tendo que vir na 2ª para a região?
Tão fdp que quando vai ver os filhos fica em casa da ex-mulher (que sempre disse que não suportar) para estar o máximo de tempo com eles, mas quando a vem ver a ela vem só ao fim do dia e fica num hotel?

Como explicar que os irmãos tiveram direito a ter o pai muito mais tempo do que ela algum dia teve (já que ele foi embora quando ela tinha 8 meses), e mesmo estando muito mais longe conseguem ter mais atenção/dedicação/amor do pai do que a que ela tem?

Digam-me, porque eu preciso de explicar à minha filha porque não pode ficar a chorar por o pai (que não via há quase 2 meses) ir embora - e não consigo!!!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Eu não o conseguiria dizer/pensar/sentir melhor

E é mesmo isto, sem tirar nem por!

Da Miss Daisy
Cada vez mais me apercebo de que há grandes desgostos que sofremos e que na altura nos parecem insuportáveis de aguentar e aceitar, mas que com o tempo percebemos que o que a vida nos fez, foi, sem tirar nem pôr, um favor. É o nosso destino ou o que quer que seja que existe e nos guia, que nos está a dar outra oportunidade de sermos felizes, noutro lugar. Porque no lugar onde estávamos, na situação em que estávamos, existia tudo menos felicidade. Acho mesmo que o grande problema é que enfrentamos um grande desgosto como uma enorme perda, algo irreparável e eterno. E não é. Tudo é efémero, nesta vida. E só se gostarmos de sofrer é que nos vamos permitir continuar agarrados a um passado, a um momento, a um sentimento. O mundo é mais ou menos um relógio que, alheio aos problemas das pessoas que por ele se regem, continua a fazer movimentar os ponteiros e a fazer o tempo avançar. Já dizia William Shakespeare...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Porque há dias assim

Há tantos dias em que sinto isto!
O que vale é que há muitos mais em que vejo o lado bom das coisas, o que tenho e que me faz sorrir, e a sorte que tenho!
Mas que há dias assim... isso há!

Que fevereiro nunca mais acaba!!!

Bolas, para mês mais curto do ano parece o mais longo de sempre.
Ainda bem que tinha conseguido juntar algum dinheiro na poupança, senão estava completamente... fecundada!

E é por meses assim que percebo cada vez mais a necessidade de poupar e ter um pé de meia...

Senão vejamos:

Entradas de dinheiro previstas:
  • Pagamento de duas acções de formação - NADA!!! (não sabem quando pagam ou, pior, se pagam!!!)
  • Salário = 25% menos (sem IHT) e sem prémios, que a crise chegou ao desporto.

Saídas "imprevistas" ou menos previstas:
  • Revisão do carro + inspecção
  • Várias visitas ao médico e consultas particulares e exames médicos (tanto minhas como da pipoca)
  • Novo intercomunicador do prédio
  • Tornar-me na melhor cliente da farmácia da zona e abrir uma em casa só para a nuvenzinha
Isto, sem falar nas contas normais, casa, creche, despesas da casa, carro, comer, etc...

Tenho mesmo de gerir bem as coisas e agradecer à poupança que tenho (porque ODEIO ter de recorrer à mamã e à família). 
Agora é repor a poupança logo que paguem o que devem... que a poupança é para gerir, não para desbaratar em meses como este!!!

Mas que o mês já podia acabar e vir um Março mais generoso... isso sim!!!

PS - para a família que lê e vai já pensar que não tenho dinheiro e me estou a queixar disso - ERRADO!!! 
Eu tenho com que viver e pagar as contas e estamos bem (para isso servem os fundos de emergência). Além de que há a poupança telemóvel para a qual contribuíram e que ajuda, pois o telelé pode esperar. Sem preocupações e sem exageros, ok?

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Coisas que me fazem pensar...

Como a pipoquinha anda doentinha e estamos por casa, lá consigo uns minutos para "desabafar" um pouco o que me vai na alma - e sem imagens e textos já feitos... que sucesso!
Quem me conhece sabe que não sou nada ligada a política e politiquices, (sou mesmo desligada dessas coisas) pois são todos farinha do mesmo saco e pensam é neles, família, amigos iguais a eles, etc.
Mas como mãe solteira em que mais de 5/8 do salário são para pagar a casa e a creche da bebé (sim, fiz as contas), não posso deixar de me indignar com o sr (só pode ter sido um sr, porque duvido que alguma senhora que tenha filhos pensasse numa coisa assim) que decidiu que não tenho direito ao abono de família!!!
Parece que os srs olham para o salário bruto (como se fosse muito...), esquecem-se que ficam com 1/3 dele em impostos, que do que sobra tenho de pagar casa, creche, despesas correntes e ainda tentar comer, e toca de retirar o abono de família, para que é que preciso disso?!
É que é muito mais simples cortar nos abonos (então, quiseram filhos e esperavam algum tipo de ajuda? Ainda por cima já era "enorme") do que nos jantares luxuosos, carros de topo de gama, e todos os tipos de mordomias que aqueles parasitas tem diariamente!
Ou, impensável, reduzir o número de parasitas que existem no nosso governo e cargos governamentais... Deus nos livre de perderem os tachos que depois cobram a quem não tem com que viver!

E por mais que uma pessoa seja positiva e veja o lado bom da vida... bolas... ainda era uma boa ajuda para fraldas, leite, medicamentos!!!
Se a mim me faz diferença (e muita, pois no primeiro ano tinha direito a ajuda por ser mãe-solteira e por ela ter menos de 1 ano), imagino as pessoas que não ganham "tanto" como eu e mesmo assim ficaram sem ele ou com ele muito reduzido!!!
Parece que o facto de se ser mãe solteira, ou de se ter uma série de despesas fixas mensalmente, não interessam para nada!

É o país que temos... e possivelmente merecemos (culpa minha/nossa de não ligar a política e deixar que aqueles parasitas andem por lá a saquear tudo o que podem)!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

É oficial, hoje deixei de ter 20 anos

... em cada perna!!!
Pois é, a partir de hoje já não posso dizer que tenho 20 anos em cada perninha... terei de arranjar algo diferente... tipo... "tenho 20 e trocos em cada perna"?!
Mas foi um dia diferente, bem passado e emocionada com tantas mensagens de carinho de amigos, conhecidos, família!!! Foi o telemóvel que não parava de tocar, sms, mensagens, mails, facebooks... senti-me verdadeiramente querida por todos hoje!!!
E claro, o poder passar o dia com a minha pipoca, mesmo que não sendo pelos melhores motivos (ela estava doentinha), fez deste dia algo ainda melhor!
E como já é quase meia-noite... já estou quase a entrar, oficialmente, .... no dia após o aniversário!
Que este ano seja como todos desejam, um ano cheio de amor e coisas boas!
Se o dia de hoje for uma amostra, vai correr bem de certeza!
Parabéns a moi - e à pipoca que chegou aos 10 meses!!!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Porque o que e demais cansa

Atenção que a música é daquelas que tem bolinha no canto superior (agora não sei se era o direito ou o esquerdo).
Está divertida e distrai do massacre constante e diário da música e da guerra de anúncios...

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Mais uma...

Muitas vezes me perguntam porque faço isto... eis a explicação (porque são tantas e tantas as vezes em que dou o braço a torcer, mesmo sabendo que tenho/teria razão):

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Mais uma mensagem perfeita

E enquanto não encontro o tempo e a inspiração para escrever o que vai na alma, aqui fica mais uma imagem que diz tudo.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Como eu me identifico com essa "Cobra" e a sua resposta

O JORNAL CEARENSE (MUNDUBIM NEWS) RECEBEU ESTE PEDIDO DE PUBLICAÇÃO DE ANÚNCIO E, ACHANDO-O ENGRAÇADO, PEDIU AUTORIZAÇÃO PARA COLOCA-LO EM LOCAL DE DESTAQUE, SEM QUALQUER ACRÉSCIMO DE CUSTO. AFINAL ERA CÓMICO. NÃO ESPERAVAM RESPOSTA. MAS... HOUVE A RESPOSTA... E, DA MESMA FORMA QUE O ANÚNCIO INICIAL, RECEBEU LOCAL DE DESTAQUE NA SUA PUBLICAÇÃO.


ANÚNCIO PARA ARRUMAR NAMORADA


Matéria publicada  num jornal de circulação diária do Estado do Ceará
(Leia também a resposta da pretendente).



Homem descasado procura...

Homem de 40 anos, que só gosta de mulher, após casamento de sete anos, mal sucedido afectivamente, vem através deste anúncio, procurar mulher que só goste de homem, para compromisso duradouro, desde que esta preencha certos requisitos:
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE tenha idade entre 28 e 40 anos, não descartando, evidentemente, aquelas de idade abaixo do limite inferior, descartando as acima do limite superior.
Devem ter um grau razoável de escolaridade, para que não digam, na frente de estranhos: 'menas vezes', 'quando eu si casar', 'pobrema no úter', 'eu já si operei de apênis', 'é de grátis', 'vamo de a pé', 'adoro tar com você' e outras pérolas gramaticais.

Os olhos podem ter qualquer cor, desde que sejam da mesma e olhem para uma só direcção.
Os dentes, além de extremamente brancos, todos os 32, devem permanecer na boca ao deitar e nunca dormirem mergulhados num copo d'água.
Os seios devem ser firmes, do tamanho de um mamão papaia, cujos mamilos olhem sempre para o céu, quando muito para o purgatório, nunca para o inferno.
Devem ter consistência tal que não escapem pelos dedos, como massa de pão.

Por motivos óbvios, a boca e os lábios, devem ter consistência macia, não confundir com beiço.
A barriga, se existir, muito pequena e discreta, e não um ponto de referência.
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE seja sexualmente normal, isto é, tenha orgasmos, se múltiplos melhor, mas mesmo que eventuais, quando acontecerem, que ela gema um pouco ou pisque os olhos, para que ele sinta-se sexualmente interessante. Independentemente da experiência sexual do PRETENDIDO, este exige que durante o ato sexual a PRETENDENTE não boceje, não ria, não fique vendo as horas no rádio relógio, não durma ou cochile.
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE não tenha feito nenhuma sessão de análise, o que poderia camuflar, por algum tempo, uma eventual esquizofrenia.

A PRETENDENTE deverá ter um carro que ande, nem que seja uma Brasília, ou que tenha dinheiro para o táxi, uma vez que pela própria idade do PRETENDIDO, ele não tem mais paciência para levar namorada de madrugada para casa.

Enviar cartas com foto recente, de corpo inteiro, frente e costas, da PRETENDENTE, para a redacção deste jornal, para o codinome:
'CACHORRO MORDIDO DE COBRA TEM MEDO ATÉ DE BARBANTE'.




Resposta da Pretendente, publicada dias após, no mesmo periódico Cearense :


Prezado HOMEM DESCASADO...
Li seu anúncio no jornal e manifesto meu interesse em manter um compromisso duradouro com o senhor, desde que (é claro) o senhor também preencha outros 'certos' requisitos que considero básicos! Vale lembrar que tais exigências se baseiam em conclusões tiradas acerca do comportamento masculino em diversas relações frustradas, que só não deixaram marcas profundas em minha personalidade, porque 'graças a Deus', fiz anos de terapia, o que infelizmente contraria uma de suas exigências!

Quanto à idade convém ressaltar que espero que o senhor tenha a maturidade dos 40 anos e o vigor dos 28, e que seu grau de escolaridade supere a cultura que porventura tenha adquirido assistindo aos programas do 'Show do Milhão'...!

Seus olhos podem ser de qualquer cor desde que vejam algo além de jogos de futebol e revistas de mulher pelada. E seus dentes devem sorrir mesmo quando lhe for solicitado que lave a louça ou arrume a cama. Não é necessário que seus músculos tenham sido esculpidos pelo halterofilismo, mas que seus braços sejam fortes o suficiente para carregar as compras. Quanto ? ? boca, por motivos também óbvios, além de cumprir com eficiência as funções a que se destinam, as bocas no relacionamento de um casal devem servir, inclusive, para pronunciar palavras doces e gentis e não somente: 'PEGA MAIS UMA CERVEJA AÍ, MULHER!'. A barriga, que é quase certo que o senhor a tenha, é tolerável, desde que não atrapalhe para abaixar ao pegar as cuecas e meias que jamais deverão ficar no chão. Quanto ao desempenho sexual espera-se que corresponda ao menos polidamente à 'performance' daquilo que o senhor 'diz que faz' aos seus amigos! E que durante o ato sexual, não precise levar para a cama livros do tipo: 'Manual do corpo humano' ou 'Mulher, esse ser estranho'!

No que diz respeito ao item alimentação, cumpre estar actualizado com a lista dos melhores restaurantes, ser um bom conhecedor de vinhos e toda espécie de iguarias, além de bancar as contas, evidentemente. Em relação ao carro, tornam-se desnecessários os trajectos durante a madrugada, uma vez que, havendo correspondência nas exigências que por ora faço, pretendo mudar-me de mala e cuia para a sua casa ... meu amor!!!

ass: A COBRA
Related Posts with Thumbnails