quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Dar as coisas por garantidas

Há alturas em que nos esquecemos que nada na vida é garantido, muito menos quando falamos de amor, família, relações.
E eu tenho de admitir uma coisa (que já todos sabem, mas que não assumo o suficiente)... eu tenho um feitio terrível... e tenho de ter sempre razão (nem que seja com um "mas"...)!
Sim, sim, tenho um coração de ouro, mas por vezes esse ouro fica ofuscado com tanta crise de mau feitio... é a realidade e não há como esconder!
E o que tem isso a ver com tomar as coisas por garantidas?
Tem a ver com o facto de raramente dar às pessoas o valor que elas tem, raramente reconhecer o quanto são importantes na minha vida e quanto as valorizo.
Mais rapidamente critico algum defeito ou falha, ou uso um sentido de humor MUITO negro para apontar defeitos, do que elogio as virtudes.
É verdade que até brincam comigo a dizer que tenho o veneno a sair ao cantinho da boca, para não morder a língua para não morrer, etc... E tenho de reconhecer a realidade - é que é mais forte que eu... antes sequer de pensar já me saíram as coisas pela boca.
Atenção que não as digo com intenção de magoar, ofender... na maioria das vezes é mesmo uma ironia simples, "brincadeirinha"... mas compreendo que possa magoar, ferir sentimentos... especialmente se não usar a mesma "receita" para reconhecer as partes boas e as qualidades das pessoas que me rodeiam.
Porque me lembrei disto hoje?
Na verdade não foi só hoje que me lembrei disto, pois é algo que há muito tempo ando para dizer,, para assumir publicamente e reconhecer... mas como todas as autocríticas... vai-se adiando.
Mas hoje é o dia e queria aqui deixar claro o enorme apoio que a minha família me dá (mãe, pai, irmã, madrinha, etc), as qualidades enormes e valores que me transmitiram e transmitem... e a grande pessoa que é a minha cara-metade!
Gostava de reconhecer de forma mais "pública" que não os tomo por garantidos (mesmo que pareça às vezes) e que reconheço as grandes pessoas que são - mesmo por baixo de tudo o que digo, do meu feitiozinho.
E por isso, para o meu amor, que me atura o mau-feitio, as "brincadeirinhas" de mau gosto, as piadinhas irónicas... sempre com um sorriso (ou tentativa), que me apoia em todos os sentidos, que cuida de mim quando tenho de ter cuidado (por causa da nuvenzinha)...
Para ele que é namorado, marido, amante, dono-de-casa, cozinheiro, homem-a-dias, motorista, enfermeiro... tudo
Aqui fica o meu reconhecimento público por todas as suas qualidades e virtudes que superam em muito o lado mau que lhe posso reconhecer.

Sei que ele prefere que se digam as coisas cara-a-cara, mas quando uma pessoa diz que ama e depois anda sempre com "brincadeirinhas", por vezes há que assumir que falha, que tem de elogiar mais, tem de reconhecer e dar valor ao que tem ao lado.
E o que tenho ao meu lado é o pai da minha filha, o homem que demorou a chegar à minha vida mas que espero seja para ficar - um Homem com H.

Amo-te ursinho!
Obrigada por seres como és e por me fazeres mais feliz do que acreditava ser possível!

PS - sim, hoje estou sentimental e quero dizer ao mundo
que amo este homem lindo que me acompanha diariamente!

2 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

O teu jove deve estar todo derretido ao ler isto. Aposto que hoje te vai fazer um jantar especial e uma massagem tailandesa! ;)

Beijoca!

Korrosiva disse...

Assim mesmo é que é.. há que dizer sempre aqueles que amamos o quanto são importantes nas nossas vidas :))

beijinhosss :))

Related Posts with Thumbnails