segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Portugal no seu Melhor II

E cá vai o primeiro post do ano - a ver se consigo manter o desafio auto-proposto de, no mínimo, escrever dia sim dia não (e não conta a média).
Nunca fui pessoa de ligar aos lugares reservados para pessoas com deficiência ou grávidas, simplesmente porque sempre os vi como necessários para esses grupos específicos nos quais não me inseria.
Desde que engravidei passei a prestar mais atenção a esses lugares (até porque quem me acompanha diz sempre que agora devo aproveitar esses lugares...) , especialmente agora que a barriginha começa a ser bem visível.
E a verdade é que se já antes me chocava a falta de civismo das pessoas que ocupam esses lugares sem a eles terem direito (pelo menos sem nada visível no carro que demonstre o direito a usar esses lugares), agora ainda me choca mais, pois reparo no que se passa.
Outro dia foi no Retail Park em Sintra, onde existem uma série de lugares reservados a grávidas (mesmo em frente a uma loja a elas dedicada) e onde um casal de velhos (sim, não eram pessoas idosas, quem não respeita os outros é mesmo velho) cortou o caminho e estacionou o seu imponente Mercedes (ainda é de construtor civil?) no único desses lugares disponíveis. Não o ia usar (mesmo podendo), mas fiquei possuída com tamanha falta de respeito, especialmente porque nem iam à referida loja e foram a uma das catedrais do consumismo electrónico lá existente. Mas naquela idade, se ela estivesse grávida (ou mesmo ele), seria caso de milagre papal.
E ontem, a mesma situação, desta vez perfeitamente "justificável"...
Passei numa das catedrais do consumo lisboeta (o Colombo), ainda por cima em dia de jogo do Benfica, e estava atolada de gente.
Ao procurarmos lugar para parar o carro (e mesmo assim havia bastantes), acabámos por ficar longe da porta de entrada, mas com muito espaço para estacionar.
Qual a minha surpresa ao ver, junto da porta de entrada, vários lugares destinados a pessoas com deficiência e só 2 deles ocupados (será que no Colombo as pessoas já são mais civilizadas?)...
Um deles estava perfeitamente identificado, com aquele cartão que as pessoas com algum tipo de deficiência colocam no tablier.
Mas o outro, um Seat vermelho vivo... só tinha como identificação (justificando o facto de estar a usar aquele lugar) o seguinte autocolante (bem... era mais do estilo Eu coração Benfica... mas não consegui encontrar uma imagem assim e ontem não deu para fotografar):Não sou fanática, nem de grandes clubismos... mas devo admitir que neste caso, e atendendo à imagem que a maioria dos adeptos do referido clube deixa... esse autocolante poderá servir como justificação de se deixar o carro num local reservado a pessoas com deficiência. No caso do dono deste carro, para estar aí e justificar com aquele autocolante, só poderá ser um caso de deficiência mental...

E esta falta de civismo que prolifera nos parques de estacionamento e, em especial, nos lugares reservados, é verdadeiramente Portugal, "no seu melhor"!!!
Hehehe, os adeptos do Benfica que me desculpem, é mesmo piadinha por aquele carros estar num lugar indevido!
Nada contra o clube em causa, aliás a maioria dos meus amigos tem o mau gosto de pertencer a esse clube.
E se fosse um carro com autocolante do meu clube (ou de outro qualquer)... a piadinha (crítica) seria igual!

7 comentários:

Inês Sofia disse...

Adoro a ironia que impões nos teus textos. Ahah

Mas sim, tens TODA a razão.

Korrosiva disse...

Ja sabes que a falta de educaçao é um must neste país.. e estranhamente sao os mais velhos que mais tem essas atitudes de lamentar.

A juventude isto e aquilo, mas depois nao é bem assim

beijinhoss

Solita disse...

Para mim, não é novidade o que contas, qd esse lugar estava identificado só para pessoas com mobilidade reduzida eu ainda ia ter com os clientes e avisava que não deveriam estacionar ali. Agora como esse lugar foi alargada a grávidas e com crianças de colo, eu nem me dou a esse trabalho, pois a resposta é logo que estão grávidas. Como cleinte que respondeu a um colega meu, que estava grávida de meia hora.
Francamente.

jinhos

tronxa disse...

tenho uma foto, numa pasta dedicada aos blogs, em que se ve 2 placas.

uma diz "estacionamento reservado a deficiente fisico" e a outra logo abaixo diz: temporariamente usado por deficiente mental"!!!

era isso que querias dizer!!

eheheheheh

eu kd estava gravida nunca aproveitei de nenhum desses assentos, mas das filas de supermercado...? ui ui, se aproveitei!!!

bjnhssssssssss

Nuvem disse...

Inês - muito obrigada :) nem sempre consigo escrever bem o que gostava, mas vou tentando. Bem vinda aqui ao cantinho :)

korrosiva - infelizmente, agora que reparo mais, verifico que realmente há algumas pessoas com mais idade e sem problema que deveriam respeitar e não respeitam... é o que há...

Solita - é bem verdade. Já me aconteceu estar numa fila e a pessoa da frente estar a dizer que se a chateassem dizia que estava grávida e queria ver provarem o contrário - e isso a rir por estar a usar uma caixa reservada... então lugares reservados.. é impressionante. devia-se poder multar quem não possuísse identificação válida para usar esses lugares (especialmente para pessoas com deficiência ou com bebés de colo)

Tronxa - é isso mesmo. A quantidade de deficientes mentais que este país tem a usar lugares reservados a pessoas com outras deficiências... é incrível.
Eu por norma a única coisa que aproveito é as filas das caixas e mesmo assim, com a falta de civismo que há, muitas vezes nem compensa... porque lugares de estacionamento...penso sempre que há quem precise mais que eu, que ainda consigo andar bem :)

beijinhos a todas!

Solita disse...

Nuvem, ninguém está livre de ter direito a esse lugar pelas piores razões e depois chegar lá e estar ocupado por quem não precisa do lugar

Nuvem disse...

solita - é isso mesmo...
Por isso digo que deveria haver algum tipo de penalização para quem usa abusivamente esses lugares prejudicando quem realmente deles precisa...

Related Posts with Thumbnails